domingo, 3 de fevereiro de 2013

Anjos da Noite & Anjos da Noite: A Evolução


Anjos da Noite (Underworld, Alemanha / Inglaterra / EUA / Hungria, 2003) – Nota 7,5
Direção – Len Wiseman
Elenco – Kate Beckinsale, Scott Speedman, Michael Sheen, Shane Brolly, Bill Nighy, Sophia Miles, Robbie Gee, Wentworth Miller.

A vampira Selene (Kate Beckinsale) pertence a um grupo que caça lobisomens (no filme chamados de Lycans). Durante um confronto, Selene percebe que os lobisomens estão perseguindo um humano (Scott Speedman), fato estranho, já que o interesse dos lobisomens em humanos seriam apenas como alimentação. Selene se aproxima do jovem que chama Michael Corvin e aos poucos descobre que existe um segredo milenar por trás das atitudes dos lobisomens. Para complicar ainda mais, Michael foi mordido por um lobisomem e pode se transformar a qualquer momento. 

Misturando as cenas de ação ao estilo “Matrix” com o universo de “Blade”, o diretor Len Wiseman cria um divertido e agitado longa de ficção que utiliza ainda personagens clássicos do cinema como vampiros e lobisomens com uma roupagem moderna. O roteiro tem furos e algumas atuações são exageradas, mas é superior em comparação aos filmes atuais do gênero. O destaque do elenco é a pequena mais importante participação do veterano Bil Nighy com o soturno vampiro Viktor.

Como curiosidade, na época a atriz Kate Beckinsale vivia com o ator Michael Sheen e durante a produção do filme o trocou pelo diretor Len Wiseman. 

Anjos da Noite: A Evolução (Underworld: Evolution, EUA, 2006) – Nota 7
Direção – Len Wiseman
Elenco – Kate Beckinsale, Scott Speedman, Tony Curran, Shane Brolly, Derek Jacob, Bill Nighy, Steven Mackintosh.

Selene (Kate Beckinsale) está procurando Marcus (Tony Curran), o rei dos vampiros que foi acordado após hibernar por séculos, porém Marcus e Viktor (Bill Nighy) desejam matar Selene. Ao mesmo, Michael Corvin (Scott Speedman) deseja ajudar Selene, por quem está apaixonado, mas ela não confia no rapaz em virtude dele ser híbrido, sendo metade lobisomem. 

Esta sequência novamente apresenta um roteiro com furos e alguma novidade ao mostrar um pouco do início da rivalidade entre vampiros e lobisomens. Estas falhas no roteiro são compensadas pelo ritmo frenético e as ótimas cenas de ação. No elenco vale destacar novamente Kate Beckinsale, por sua beleza e por se mostrar a vontade no papel da heroína e o sempre competente Bill Nighy como o vampiro Viktor. 

O filme tem outras duas sequências que ainda não conferi: A parte três “A Rebelião” e quatro “Despertar”. 

3 comentários:

Nani disse...

Particularmemte não gostei muito dessa sequêxia de filmes. Achei o filme mal feito, estilo Blade.e a história muito clixhê e mal trabalhada.

Hugo disse...

Nani - Concordo que a trama é cheio de furos, mas achei até divertido estes dois filmes.

Pedrita disse...

eu gostei, mas são mirabolantes demais. e as lutas como no primeiro, longas e cansativas. com soluções bem impossíveis. funciona. beijos, pedrita