terça-feira, 23 de abril de 2013

Elefante

Elefante (Elephant, Irlanda do Norte, 1989) – Nota 7
Direção – Alan Clarke

Quando Gus Van Sant dirigiu “Elefante” em 2003, a mídia e o próprio diretor citaram que o título do longa era uma homenagem a uma obra de 1989 dirigida pelo falecido inglês Alan Clarke. Procurei ler sobre o filme e descobri apenas citações, sem comentários mais profundos. Depois de algum tempo encontrei o filme disponível no Youtube e foi uma inesperada surpresa o resultado. 

O filme na realidade é um curta de trinta e nove minutos produzido por Danny Boyle para BBC da Irlanda do Norte. Na época, Boyle ainda não tinha estreado como diretor de cinema, mas já mostrava ousadia produzindo esta violenta obra. O filme tem apenas um rápido diálogo durante uma cena num campo de futebol, em compensação são dezoito assassinatos à sangue frio que tingem a tela de vermelho. Em todas as sequências a câmera do diretor segue o caminhar do assassino, ou dos assassinos em alguns casos, até encontrar e descarregar a arma em cima da vítima. Temos a cena no campo de futebol, outra numa loja de conveniência, dentro de residências, na rua, são execuções nos mais variados locais. 

A intenção do diretor Alan Clarke e de Danny Boyle foi chocar a audiência ao mostrar como a violência estava banalizada no país, isto vinte anos atrás, sem deixar o espectador respirar e com certeza deixá-lo extremamente incomodado. 

O diretor Alan Clarke faleceu cedo, com pouco mais de cinquenta anos, porém deixou além deste trabalho, outras obras polêmicas como “Scum”, longa sobre a violência num reformatório, o ótimo “Made In Britain” com um jovem Tim Roth interpretando um neonazista e talvez seu filme mais popular, a comédia sobre um inusitado triângulo amoroso chamada “Rita, Sue & Bob Nu”, que fez algum sucesso nos cinemas nos anos oitenta.

Consta que o título “Elefante” se refere ao termo “um elefante na sala de estar”, utilizado quando algo incomoda as pessoas, mas elas ignoram ou não sabem como resolver o problema.

6 comentários:

Fernando Terroso disse...

Tudo bem Hugo ?
Gostaria de fazer parceria ?

filmelixo.blogspot.com

Abraço

Amanda Aouad disse...

Tive que encontrar um Mac para entrar no seu blog, não sei o que está acontecendo por aqui, mas tem algumas semanas que meu anti-vírus barra meu acesso ao seu blog. Por isso nunca mais apareci por aqui.... Se tiver alguma ideia do que está acontecendo, me avisa.

Bjs

O Narrador Subjectivo disse...

Este homem era um verdadeiro génio e só tenho pena que não tenha podido (ou escolhido) realizar mais longas-metragens, porque acredito que tinha muito a dizer e fazia-o num estilo único e bastante objectivo.

Hugo disse...

Fernando - Podemos fazer uma parceria, já linkei o endereço do seu blog por aqui.

Amanda - Meu antivírus as vezes detecta bloqueio o acesso em alguns sites, mas existe uma página no google onde você pode verificar se site está ok.

http://www.google.com/safebrowsing/diagnostic?site=XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Onde eu coloquei a sequência de X, você deve digitar ou colar o endereço do site, que o Google mostrará um diagnóstico informando se existe ou não algum arquivo malicioso no site.

Narrador - Se tivesse vivido mais tempo, com certeza Alan Clarke seria mais conhecido, mesmo assim, ele deixou uma bela carreira.

Abraço

Fred disse...

Parabéns pelo seu blog.
Estou sempre de olho e eu gosto muito!
Abraço a todos.

Hugo disse...

Fred - Obrigado pela visita e pelo elogio.

Volte sempre.

Abraço