domingo, 2 de dezembro de 2018

Tocaia no Asfalto

Tocaia no Asfalto (Brasil, 1962) – Nota 7
Direção – Roberto Pires
Elenco – Agildo Ribeiro, Arassary de Oliveira, Geraldo Del Rey, Adriano Lisboa, Antonio Pitanga, Angela Bonatti.

Na Bahia, Rufino (Agildo Ribeiro) é um matador contratado por um coronel para assassinar um político rival que é candidato ao governo do Estado. 

Em paralelo, um deputado (Geraldo Del Rey) ameaça denunciar à justiça o candidato que está envolvido com corrupção. 

Enquanto espera o momento de agir, Rufino se hospeda em um bordel e se envolve com a prostituta Ana Paula (Arassary de Almeida). 

Este interessante longa é um drama político que foca em temas que ainda são atuais como corrupção, pobreza e violência. 

A fotografia em preto e branco e a narrativa lembram os filmes noir, além é claro dos personagens corruptos e marginais. As cenas noturnas nos criativos créditos iniciais é outro destaque. 

É curioso ver o comediante Agildo Ribeiro como o rústico assassino que se apaixona pela prostituta.

O resultado é um bom filme brasileiro que merece ser mais conhecido.

6 comentários:

José Gomes disse...

Não conhecia esse filme. Vou ver, grato pela dica!

Amanda Aouad disse...

Toda filmografia de Roberto Pires merecia ser mais conhecida. É impressionante o que ele conseguiu fazer na época aqui em Salvador, com poucos recursos. E o filho dele tem feito um ótimo trabalho de resgate da memória, restaurando seus filmes. Esse foi um deles junto com Redenção, A Grande Feira e Abrigo Nuclear.

Bjs

P.S. Ando meio sumida por causa do doutorado. Mal estou conseguindo escrever as postagens do site ;)

Hugo disse...

José - É um filme pouco conhecido.

Amanda - Eu vi o surpreendente "Abrigo Nuclear" faz alguns anos e gostei bastante. Vou procurar os outros filmes do diretor.

Abraço

Pedrita disse...

é muito atual mesmo esse filme. e agildo ribeiro novinho de tudo. comentei aqui. interessante q meu texto está bem parecido com o seu. https://mataharie007.blogspot.com/2012/07/tocaia-no-asfalto.html

Luli Ap disse...

Que interessante, quero assistir, vai para a lista dos desejados.
Tema atemporal e interpretação que quero conferir a de Agildo Ribeiro que não conhecia em drama.
Bjs Luli

Hugo disse...

Pedrita - O filme foi uma boa surpresa.

Luli - Também foi a primeira vez que vi Agildo Ribeiro em um drama.

Bjs