sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Bem-Vindo à Vida

Bem-Vindo à Vida (People Like Us, EUA, 2012) – Nota 7
Direção – Alex Kurtzman
Elenco – Chris Pine, Elizabeth Banks, Michael Hall D’Addario, Michelle Pfeiffer, Olivia Wilde, Mark Duplass, Philip Baker Hall.

Após o funeral do pai, com quem tinha uma relação um pouco distante, Sam (Chris Pine) recebe de um advogado uma pequena bolsa deixada pelo falecido. 

Dentro da  bolsa Sam encontra cento e cinquenta mil dólares e um bilhete do pai pedindo para entregar o dinheiro em um determinado endereço. Passando por um crise profissional e precisando de dinheiro, Sam fica dividido entre procurar a pessoa ou ficar com a grana. 

Curioso, ele descobre que o pai abandonou uma filha (Elizabeth Banks), que hoje é mãe de um garoto (Michael Hall D’Addario). Antes de dar o dinheiro, Sam decide se aproximar dos dois para tentar entender porque seu pai escondeu sua irmã, além de não ter coragem de contar a história para sua mãe (Michelle Pfeiffer). 

Este sensível drama foca em uma história não tão incomum, sobre o sujeito que tem duas famílias e esconde uma delas da “família oficial”. O roteiro foca nas consequências das atitudes do pai que afetaram diretamente os dois filhos que não se conheciam e também a esposa. 

O filme ganha pontos pela química entre elenco e as interpretações do quarteto principal.

O resultado é um drama sóbrio sobre segredos e mentiras.

5 comentários:

Rodrigo Mendes disse...

Surpreso ao ler o seu post. Desconhecia o filme. Justamente do Alex Kurtzman...que sempre se enveredou no cinema mais fantástico... o último "A Múmia" dele com Tom Cruise foi deplorável.

Bom elenco. Temática que me agrada. Na lista...


Abraço!

Luli Ap disse...

Olá Hugo
Interessante a premissa, gosto muito do Chris Pine, acho bastante versátil sua interpretação.
E o filme deve ser sensível e a temática atemporal.
Já anotei a indicação.
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Hugo disse...

Rodrigo - Não tem comparação mesmo, este drama é simples e bem superior ao fraco "A Múmia".

Luli - É uma história bem contada, vale a sessão para quem gosta deste tipo de drama familiar.

Abraço

Liliane de Paula disse...

Acho que tudo com Michelle Pfeifer merece ser visto.
A história não comum para nós parece interessante.
Não aguento mais anotar os filmes que vc comenta e que quero vê porque não encontro a maioria.
E a lista só cresce.

Hugo disse...

Liliane - Nem sempre é fácil encontrar alguns filmes.