terça-feira, 24 de julho de 2018

Wild Wild Country

Wild Wild Country (Wild Wild Country, EUA, 2018) – Nota 8,5
Direção – Chapman & Maclain Way
Documentário

Produzido pelos irmãos Jay e Mark Duplass, que são atores conhecidos, este documentário detalha a absurda história do guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh, hoje conhecido como Osho e de seus seguidores que praticamente criaram uma pequena cidade no Oregon no início dos anos setenta. 

Nos anos sessenta, a Índia se transformou numa espécie de local místico para o Movimento Hippie por causa dos vários gurus que proliferavam no país. Bhagwan foi um destes gurus que surgiu na região de Pune. 

Com uma legião de seguidores, incluindo europeus e americanos ricos que bancavam a seita, Bhagwan ficou na Índia até 1970, quando problemas com o governo fez com que ele e os líderes de sua seita tivessem a ideia de mudar para os Estados Unidos. 

Nessa época, o braço-direito do guru era sua secretária Ma Anand Sheela, então uma jovem de vinte anos. Sheela e um grupo de seguidores compraram um rancho nos arredores da pequena cidade de Antelope no Oregon. Em pouco tempo uma nova cidade foi construída. 

Quando Bhagwan chegou ao Oregon, o local abrigava centenas de pessoas, além de visitantes. Aos poucos, a presença do grupo causa uma crise com os moradores de Antelope, criando um conflito que resulta em briga política, tentativa de fraudar eleições, de envenenamento em massa e de homicídio. 

O doc tem seis episódios de uma hora cada, tempo suficiente para detalhar esta loucura. Seria difícil para um roteirista criar uma trama de ficção com tantos elementos igual a história real. 

É interessante citar que enquanto Bhagwan era a figura espiritual que aparecia pouco em público, Ma Anand Sheela era uma verdadeira tirana ambiciosa e manipuladora. O depoimento de Sheela nos dias atuais mostra uma senhora sem empatia alguma, que não se arrepende de absolutamente nada. 

Depoimentos de pessoas ligadas a Sheela e ao guru deixam claro como a manipulação de massas transforma as pessoas em verdadeiros fantoches. O desejo de fazer parte de algo e se sentir importante muitas vezes levam as pessoas a abdicar até mesmo de sua liberdade. 

É um doc que pode cansar que não tem interesse no tema. Por outro lado é um verdadeiro estudo de como a psique de muitas pessoas é frágil.

5 comentários:

Liliane de Paula disse...

É um seriado?
Não sei se me interessaria.
Não gosto de seitas ou de crenças, nem para tentar entender como as pessoas podem ser facilmente manipuladas.
Ainda existe?

Hugo disse...

Liliane - Na realidade é um documentário dividido em 6 episódios.

Rodrigo Mendes disse...

A melhor série documental da Netflix em muito tempo.

Abraços.

Luli Ap disse...

Eu já vi muitas reflexões de Osho, mas sabe que não tinha a menor ideia de como era 'por trás dos bastidores"
Siiiiim infelizmente muitas pessoas são muito influenciável e se deixam levar por palavras e propostas às vezes absurdas :(
Geeeeente fiquei curiosa com isso.
Vou assistir.
Bjs Luli

Hugo disse...

Luli - Eu tb conhecia a figura apenas pelos livros, mas não sabia da absurda história por trás da seita.

Bjos