segunda-feira, 16 de julho de 2018

Mac

Mac (Mac, EUA, 1992) – Nota 6,5
Direção – John Turturro
Elenco – John Turturro, Michael Badalucco, Carl Capotorto, Katherine Borowitz, Olek Krupa, Ellen Barkin, John Amos, Dennis Farina, Nicholas Turturro, Aida Turturro.

Nova York, anos cinquenta. Após a morte do pai, os irmãos Vitelli montam uma pequena empresa de construção. Eles tentam sobreviver em meio a um concorrente desonesto, além de precisarem lidar com seu próprios problemas de relacionamento. 

O mais velho e líder da empresa é Mac (John Turturro), sujeito de sangue quente igual ao pai imigrante italiano, que muitas vezes se deixa levar pela emoção. Vico (Michael Badalucco) é o irmão um pouco irresponsável, enquanto o caçula Bruno (Carl Capotorto) fica dividido entre a empresa dos irmãos e os estudos. 

Este drama marcou a estreia na direção do ator John Turturro e chegou a ter algum destaque quando foi lançado em Cannes. Visto hoje, a história tem pontos interessante, porém a narrativa é bastante irregular. 

A ideia de mostrar as mudanças que estavam ocorrendo nas relações de trabalho é talvez o maior destaque. A cena final deixa claro que a importância na época das pessoas que faziam o serviço pesado estava sendo deixada de lado em prol dos pensadores e teóricos. O talento do personagem de John Turturro em construir casas era inversamente proporcional a sua dificuldade em interagir com a pessoas. 

Apesar de retratar uma típica família italiana, as crises entre os irmãos são mostradas de modo exagerado, com gritarias e discussões, inclusive com o personagem de mãe jamais aparecendo em cena. Apenas ouvimos a senhora gritando para falar com os filhos. 

Vale citar que Turturro escalou quase toda sua família no longa. Ele é casado com Katherine Borowitz, que interpreta sua esposa, seu filho Amedeo aparece ainda bebê, além do irmão Nicholas e da irmã Aida em papéis menores.

3 comentários:

Luli Ap disse...

Pena que é irregular, mas vale a pena pra conhecer a visão de Turturro por trás das câmeras.
Vou anotar aqui.
Bjs Luli

Liliane de Paula disse...

Que maravilha! Valorizar a família no seu filme.
Será dele o Roteiro também?
Gosto muito dele como ator.

Hugo disse...

Luli - Irregular é a palavra exata.

Liliane - John Turturro é ótimo diretor. Como diretor falta alguma coisa.

Abraço