segunda-feira, 23 de abril de 2018

Trailers ou Resumos de Filmes?

Quando comecei a frequentar cinema em meados dos anos oitenta, os trailers eram praticamente o único caminho para os cinéfilos descobrirem quais filmes chegariam ao país nas próximas semanas ou nos próximos meses. Não existiam revistas de cinema ou programas sobre o tema.

A situação mudou somente em 1987 quando a revista Set foi lançada, bem no meio da explosão do VHS, que por seu lado traziam diversos trailers de filmes novos e também antigos que por vários motivos nunca haviam chegado ao país de forma oficial. A revista e os trailers das fitas se tornaram uma nova fonte de informação para o cinéfilo.

Com o passar dos anos, os trailers foram sendo produzidos de uma forma muito mais elaborada, inclusive criando cenas promocionais que não estão no filme e vários outros tipos de jogadas de marketing para chamar a atenção do público. O problema é que muitos trailers se transformaram em resumos de filmes, o que me irrita profundamente.

Entendo que existe um público enorme que adora trailers. Os fãs das grandes franquias aguardam ansiosamente qualquer nova cena que é divulgada e parecem não se preocupar em saber a história inteira antes de assistir ao filme. Fui ao cinema neste final de semana e durante os trailers vi praticamente inteiro o filme brasileiro “Teu Mundo Não Cabe Nos Meus Olhos” em que Edson Celulari interpreta um deficiente visual. Qual a motivação para ver um filme após conferir um trailer que conta toda a história de forma linear? Na minha opinião é Zero.

Isso é muito semelhante ao que ocorre com as novelas. As pessoas compram revistas de fofoca e procuram em sites todas as informações do próximo capítulo. Eu pergunto, onde fica o fator surpresa? Por mais que eu veja uma quantidade grande de filmes e muitas vezes histórias semelhantes, o prazer está em se surpreender a cada cena ou pelo menos com o final, mesmo que ele não seja satisfatório.

Esta questão dos trailers contando um filme inteiro explica um pouco o desejo do grande público em ver continuações e remakes. Muitos preferem ver o que já conhecem do que experimentar o novo. Isso se aplica a diversas situações também na TV. Por isso que programas de auditório, novelas e debates de futebol continuam tendo audiência, apesar do formato jurássico de cada um deles.

5 comentários:

Liliane de Paula disse...

Não observei que os trailers já mostram parte do filme.
Geralmente nem vejo trailers quando vejo filme na NET ou na Netflix.
Mas eu não tenho nenhum problema se leio spoilers de filmes.
Até gosto.
Lembro sim da revista SET.
Era maravilhosa.
Eu até recortava o que me interessava.

Marília Tasso disse...

Deixei de ver trailers por causa disso, dependendo o filme eu vejo, mas prefiro na arriscar na maioria das vezes, filme de terror então nem pensar, estraga tudo, ou por contar parte da história ou querer parecer o que não é.

Ubiracy Júnior disse...

Assim que eu passei a prestar mais atenção a filmes eu comecei a evitar trailers, porque eu prefiro ficar no escuro. Independente de quanto o trailer mostra, o máximo que eu vejo é sinopse e muitas delas também dizem muito sobre o que acontece no filme.

Só que pra mim é diferente já que na minha cidade não tem cinema e eu comumente tive que ir atrás de filme na internet, com um ou outro que eu assistia (prestava atenção) na tevê aberta.

Hugo disse...

Liliane - Eu prefiro saber o mínimo possível antes de ver um filme.

Marília - Eu também não vejo trailers, mas no cinema fica difícil escapar. As vezes a solução é fechar os olhos.

Ubiracy - Ver filmes on line acaba com este problema. Infelizmente os trailers estragam a surpresa.

Abraço

Luli Ap disse...

Olá Hugo
Huuuuummmm depende, se não for "aquele" filme queridinho não ligo de assistir.
Massssss se for, aí eu não vejo de jeito nenhum :p
Concordo plenamente com você, tem alguns trailers que são o resumo do filme com as melhores cenas e até afe a solução dos enigmas!
Rogue One foi um dos meus favoritos da vida, não vi nenhum trailer antes de assistir e fiquei chocada depois.
Foram SEIS trailers disponibilizados até um ano antes da estreia e que praticamente entregava tudo do filme :(
Eu que sou Dinolovermaniac não vejo nada sobre Jurassic Park até 20/06!
Também tem diretores que fazem isso pra testarem a reação do espectador, se não for favorável eles tem tempo de repensarem.
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br