domingo, 4 de março de 2018

Dupla Explosiva

Dupla Explosiva (The Hitman’s Bodyguard, EUA, 2017) – Nota 6,5
Direção – Patrick Hughes
Elenco – Ryan Reynolds, Samuel L. Jackson, Elodie Yung, Gary Oldman, Salma Hayek, Joaquim de Almeida, Richard E. Grant, Sam Hazeldine.

Michael Bryce (Ryan Reynolds) é um especialista em seguranças de poderosos que cai em  desgraça quando um cliente é assassinado. 

Algum tempo depois, ele é procurado por sua ex-namorada (Elodie Yung), que precisa de ajuda para manter vivo o assassino profissional Darius Kincaid (Samuel L. Jackson), que é a testemunha principal do julgamento do ditador da Bielorússia (Gary Oldman). 

Mesmo sendo inimigos por causa de algumas missões no passado, Bryce e Kincaid são obrigados a se unir e iniciam uma agitada viagem de Londres até Amsterdam, local do julgamento. 

O diretor australiano Patrick Hughes explora o mesmo estilo de sua estreia em Hollywood em “Os Mercenários 3”. Ritmo alucinante, cenas de ação exageradas e diálogos engraçadinhos sãos os ingredientes principais. 

Pena que os exageros cansam um pouco e também a repetição de papéis. Ryan Reynolds como o herói irônico, Samuel L. Jackson como o assassino que solta palavrões e piadas a cada diálogo e Gary Oldman como o vilão sem piedade repetem pela enésima vez estes tipos de papel. 

O resultado é explosivo, agitado e descartável.

2 comentários:

Luli Ap disse...

Olá Hugo
Pena que o exagero cansa mesmo, o filme parece mais longo do que é :/
O título em inglês define melhor esse buddy movie, assim fica um guarda-costas do matador que é o que ambos eram.
Agora as cenas com a Salma Hayek estavam impagáveis, impossível não rir daquela trilha sonora rsrs
Bjs Luli
https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

Hugo disse...

Luli - Diversão passageira e agitada. Nada mais que isso.

Bjos