terça-feira, 11 de julho de 2017

Não Ultrapasse

Não Ultrapasse (Trespass Againt Us, Inglaterra, 2016) – Nota 6
Direção – Adam Smith
Elenco – Michael Fassbender, Brendan Gleeson, Lyndsey Marshal, Rory Kinnear, Georgie Smith, Killian Scott, Sean Harris, Kingsley Ben Adir.

Chad (Michael Fassbender) vive com a esposa Kelly (Lyndsey Marshal) e um casal de filhos pequenos em um campo de trailers no interior do Inglaterra comandado por seu pai Colby (Brendan Gleeson). 

Colby é um veterano ladrão que fez Chad e um outro filho que está preso seguirem o mesmo caminho do crime. No local, vivem outros sujeitos, dois deles casados que também trabalham para Colby. 

Mesmo sonhando em mudar de vida e sendo perseguido por um policial (Rory Kinnear), Chad aceita participar de um novo assalto planejado pelo pai. 

Era para se esperar bem mais de um drama sobre uma família de criminosos tendo os ótimos Michael Fassbender e Brendan Gleeson como protagonistas. 

A história até que começa bem ao mostrar a péssima e violenta influência do pai sobre o filho, mas infelizmente o roteiro se perde na meia-hora final quando a situação sai do controle por um motivo muito mais psicológico do que real. Esta escolha leva a um final ingênuo, diferente da proposta dramática inicial. 

É um daqueles filmes que ficam no meio do caminho e que rapidamente são esquecidos. 

5 comentários:

Cleber Eldridge disse...

Eu não esperava tanto, mas com uma atuação gigante de Gleeson e Fassbender, acabei achando a história da família muito interessante.

21thcenturycinema.blogspot.com.br

Marcelo Keiser disse...

Eu também não gostei desse filme. Não necessariamente pelos pontos que o Hugo citou, mas por outros aspectos que também me incomodaram. Uma pena!

abraço

Hugo disse...

Cleber - Apesar dos ótimos atores, não gostei do desenvolvimento da história.

Marcelo - Infelizmente o filme deixou a desejar.

Abraço

Liliane de Paula disse...

Não conheço os atores pelo nome, Hugo.
Achei que a história pode ser interessante.

Hugo disse...

Liliane - A premissa é interessante, o filme apenas razoável.