quinta-feira, 2 de março de 2017

Hector e a Procura da Felicidade

Hector e a Procura da Felicidade (Hector and the Search of Happiness, Alemanha / Canadá / Inglaterra / África do Sul / EUA, 2014) – Nota 7
Direção – Peter Chelsom
Elenco – Simon Pegg, Rosamund Pike, Toni Collette, Stellan Skarsgard, Jean Reno, Christopher Plummer, Barry Atsma, Ming Zhao, Togo Igawa.

Hector (Simon Pegg) é um psiquiatra que leva uma vida aparentemente perfeita ao lado da esposa Clara (Rosamund Pike), porém ao mesmo tempo se sente incomodado por não conseguir ajudar seus pacientes. 

Em um determinado momento, Hector questiona se realmente existe a felicidade. Com apoio da esposa, que também se mostra um pouco insegura, Hector decide viajar pelo mundo para encontrar pessoas e tentar descobrir a receita da felicidade. 

Esta premissa com jeito de fábula é desenvolvida pelo roteiro do diretor Peter Chelsom quase como uma paródia em alguns momentos. Para provar que a felicidade é feita de momentos específicos e da forma como a pessoa encara determinada situação, Chelsom cria situações exageradas que despertam sentimentos diversos no protagonista, que passa pela China, pela África e termina sua jornada em Los Angeles. 

É interessante ver que a felicidade é algo relativo. Ela pode surgir num encontro com pessoas simples e também ser enorme após a pessoa escapar de uma situação de perigo. 

É um filme curioso, que no final passa a impressão de que a ideia é melhor do que a realização. 

2 comentários:

Liliane de Paula disse...

Eu gosto de Toni Collette.
E o enredo é bom.
Penso que felicidade são pedaços do dia, da vida.

Hugo disse...

Liliane - Felicidade plena é uma utopia. Vivemos de momentos, com certeza.