sábado, 7 de janeiro de 2017

Imperium

Imperium (Imperium, EUA, 2016) – Nota 6,5
Direção – Daniel Ragussis
Elenco – Daniel Radcliffe, Toni Collette, Tracy Letts, Sam Trammell, Nestor Carbonell, Chris Sullivan, Seth Numrich, Pawel Szajda, Devin Druir, Burn Gorman.

Nate Foster (Daniel Radcliffe) é um jovem agente do FBI sem experiência alguma em missões de campo. Mesmo assim, sua inteligência acima da média chama a atenção da agente Angela Zamparo (Toni Collette), que investiga grupos que pregam a supremacia racial. 

Ela acredita que mesmo sem experiência, Nate seria o sujeito ideal para se infiltrar nestas organizações e descobrir o plano de um provável ataque terrorista interno. O jovem acaba aceitando a perigosa missão. 

O explosivo tema já rendeu grandes filmes como “A Outra História Americana”. Aqui, a premissa se mostra melhor que o filme. O primeiro erro foi escalar Daniel Radcliffe para o papel principal. Ele funciona como o jovem nerd do início do filme, porém fica difícil vê-lo como agente infiltrado em meio a neonazistas e skinheads. 

O roteiro também foca em pelo menos três grupos racistas diferentes, situação que seria para deixar dúvida em relação ao grupo que teria o plano de ataque, porém esta escolha faz com que a trama fique confusa. Além disso, alguns pulos no tempo sem muita explicação e a facilidade com que o protagonista passa pelos três grupos são outros pontos negativos. 

Mesmo não sendo um filme ruim, o resultado fica bem abaixo do potencial da história. 

Nenhum comentário: