domingo, 8 de janeiro de 2017

Evocando Espíritos

Evocando Espíritos (The Haunting in Connecticut, EUA / Canadá, 2009) – Nota 6
Direção – Peter Cornwell
Elenco – Virginia Madsen, Kyle Gallner, Martin Donovan, Elias Koteas, Amanda Crew, Sophie Knight, Ty Wood.

Em meados de 1987, Sara (Virginia Madsen) e seu marido Peter (Martin Donovan) lutam para salvar o filho adolescente Matt (Kyle Gallner) que sofre de câncer. 

Para ficarem mais perto do hospital onde o garoto faz o tratamento, Sara aluga um velho casarão em Connecticut, levando ainda o casal de filhos pequenos e uma sobrinha (Amanda Crew), enquanto Peter viaja durante a semana para trabalhar. 

Não demora para Matt começar a ver fantasmas de pessoas que morreram na casa. Aos poucos, os fantasmas passam a aterrorizar toda a família. 

O longa segue o gênero das adaptações para o cinema de histórias reais sobre fenômenos sobrenaturais, porém sem o mesmo sucesso de obras como “Sobrenatural” e “Invocação do Mal”. O roteiro é previsível e ainda explora coincidências um pouco forçadas como a entrada em cena de um padre (Elias Koteas). 

Para o cinéfilo acostumado ao gênero, nem mesmo as cenas de suspense assustam. Por sinal, as cenas mais sinistras são as que mostram o passado da casa. 

Durante os créditos finais, são mostradas fotos que deixam em dúvida se foram feitas para o filme ou se são realmente da casa verdadeira. 

O longa teve um continuação em 2013 considerada ainda pior. Não assisti para comparar.

3 comentários:

Gustavo H. Razera disse...

Horrível.

Liliane de Paula disse...

Puxa Hugo, já ia procurar seu email e perguntar por notícias(risos).
Vi hoje, dublado(horrível) Sete homens e um destino.
Não foi o que vc deu nota 10.
Vi o que tem Chris Pratt e Denzel Washington.
Não é meu estilo de filme mas, gostei.
É um filme longo.

Invocação do Mal passou neste final de semana em algum canal.
Mas o sono me derrubou.

Hugo disse...

Gustavo - Achei fraco.

Liliane - Não vale a pena arriscar assistir dublado. É melhor esperar a chance para ver com som original.

Invocação do Mal é muito bom filme, assustador em alguns momentos.