domingo, 25 de outubro de 2015

Mama

Mama (Mama, Canadá / Espanha, 2013) – Nota 6
Direção – Andy Muschietti
Elenco – Jessica Chastain, Nikolaj Coster Waldau, Megan Charpentier, Isabelle Nélisse, Daniel Kash.

Após um surto psicótico, o executivo Jeffrey (Nikolaj Coster Waldau) assassina seus sócios, volta para casa e mata sua ex-esposa. Ele foge de carro por uma estrada coberta de neve carregando as duas filhas de três e um ano. O carro desliza e sai da pista. Jeffrey tenta se esconder com as filhas em uma cabana na floresta, mas acaba sendo atacado por uma estranha entidade. 

Cinco anos depois, o irmão de Jeffrey, Luke (Nikolaj Coster Waldau novamente) continua procurando o irmão e as sobrinhas. Por incrível que pareça, dois caçadores encontram as meninas vivendo como animais na mesma cabana. Luke e sua namorada Annabel (Jessica Chastain) assumem a criação das meninas com a ajuda de um psiquiatra (Daniel Kash), sem saber que a entidade fantasma seguirá as crianças até  nova casa. 

Este longa produzido por Guillermo Del Toro é baseado num curta dirigido pelo mesmo Andy Muschietti, que reescreveu o roteiro resultando num terror apenas mediano. O roteiro não apresenta surpresas e falha em algumas soluções, colocando personagens em situações forçadas, como procurar respostas na floresta durante a noite. 

Talvez por já ter assistido filmes demais de terror, as cenas de suspense não me assustaram, nem mesmo as sequências dos ataques da entidade. Eu esperava mais, por isso a decepção.

5 comentários:

Gustavo H. Razera disse...

Certamente é um filme mediano, que não vai impressionar ninguém, mas, dentro de suas limitações e de sua proposta despretensiosa, achei até passável.

Cumps.

Bússola do Terror disse...

Confesso que ainda não vi o filme todo. Mas, pelas cenas que vi, realmente me pareceu um terror mais comum.

Hugo disse...

Gustavo e Léo - É uma terror apenas razoável, sem grandes sustos.

Abraço

Amanda Aouad disse...

Até tive minha dose de sustos, mas me incomoda o desfecho, a explicação e o final.

bjs

Hugo disse...

Amanda - O filme não convence.

Bjos