terça-feira, 3 de março de 2015

G.I. Joe: Retaliação

G.I. Joe: Retaliação (G.I. Joe: Retaliation, EUA, 2013) – Nota 5,5
Direção – Jon M. Chu
Elenco – Dwayne Johnson, Jonathan Pryce, Byung Hun Lee, Bruce Willis, Elodie Yung, Ray Stevenson, D. J. Cotrona, Adrianne Palicki, Channing Tatum, Ray Park, Luke Bracey, Walton Goggins, Arnold Vosloo, Joe Mazzello, RZA.

Analisando apenas como cinema, deixando de lado o lucro visado pelos produtores, esta sequência do filme de 2009 é totalmente desnecessária. 

O original tinha uma premissa legal, boas cenas de ação, porém um péssimo desenvolvimento dos personagens e diálogos ruins, resultando numa diversão passageira, não mais do que mediana. Aqui salvam-se apenas as cenas de ação repletas de efeitos especiais, o restante é um desperdício de tempo do espectador. 

A trama começa com uma sequência em que o comando G.I. Joe é atacado pelo próprio exército americano a mando do presidente (Jonathan Pryce), que na verdade é um impostor que deseja libertar o Comandante Cobra e utilizar seu disfarce para forçar os demais países a destruírem suas armas nucleares. Apenas três G. I Joes sobrevivem (Dwayne Johnson, D. J. Cotrona e Adrianne Palicki), para procurar a ajuda de outros ex-combatentes para enfrentar a situação. 

Não existe muito mais o que falar sobre a trama, a partir são cenas de ação seguidas e aparições de personagens caricatos, como um deslocado Bruce Willis soltando piadas infames. 

O roteiro ainda deixa a história aberta para mais uma continuação, que dificilmente sairá do papel após este fiasco. 

É um filme para passar longe. 

2 comentários:

Gustavo H. Razera disse...

Só vale pela perseguição/luta na encosta da montanha nevada!

Hugo disse...

Gustavo - Somente as cenas de ação se salvam.

Abraço