segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Um Plano Brilhante & O Primeiro Assalto de Trem


Um Plano Brilhante (Flawless, Inglaterra / Luxemburgo, 2007) – Nota 7
Direção – Michael Radford
Elenco – Demi Moore, Michael Caine, Lambert Wilson, Joss Ackland, Nathaniel Parker, Nicholas Jones.

Londres, 1960, Laura Quinn (Demi Moore) trabalha como gerente em uma grande empresa revendedora de diamantes. Sendo a única mulher em meio aos executivos homens, Laura percebe que chegou ao máximo da carreira na empresa. Mesmo sendo inteligente e competente, ela é sempre deixada de lado nas promoções de cargos. Frustrada pela situação e solteira por ter dedicada toda vida ao trabalho, Laura recebe uma inusitada proposta do simpático faxineiro Hobbs (Michael Caine), um viúvo solitário que diz saber como roubar alguns diamantes do cofre da empresa, mas que precisaria de sua ajuda. Com uma boa conversa e um plano ousado, mas viável, Hobbs convence Laura a participar do crime, porém como em todo golpe, surpresas acontecerão. 

O diretor inglês Michael Radford, do ótimo “O Carteiro e o Poeta”, comanda aqui um longa com uma trama que vai bem até a parte final, quando é revelada a verdadeira motivação do roubo, resultado em um desfecho apenas aceitável. 

Os pontos altos são a ótima reconstituição de época, tanto no figurino dos personagens, quanto nos móveis e utensílios, principalmente os que estão dentro da empresa e a interpretação de Michael Caine, que como sempre dá credibilidade a todo tipo de papel. Aqui ele acerta novamente ao compor o paciente e vingativo Mr. Hobbs. 

Mesmo não sendo um grande filme, o resultado é uma boa diversão sem compromisso.

O Primeiro Assalto de Trem (The First Great Train Robbery, Inglaterra, 1978) – Nota 7,5
Direção – Michael Crichton
Elenco – Sean Connery, Donald Sutherland, Lesley Ann Down, Alan Webb, Robert Lang.

Em 1885, durante a Guerra da Criméia, o trambiqueiro Edward Pierce (Sean Connery) planeja colocar em prática um crime até então inédito: roubar um trem em movimento. O trem em questão carrega uma fortuna em ouro escoltada por soldados ingleses. Para fazer o plano funcionar, Pierce se une ao maior ladrão do país, Robert Agar (Donald Sutherland) e a bela vigarista Miriam (Lesley Ann Down). O trio precisará entrar no trem e duplicar quatro chaves que abrem os dois cofres que escondem o ouro. 

O diretor e escritor Michael Crichton se baseou em seu livro que foi inspirado num crime real ocorrido na Inglaterra Vitoriana. Consta que o crime real foi cometido por quatro sujeitos, diferente da trama de ficção escrita por Crichton e adaptada para o cinema. 

O filme é divertido, tem uma trama que mistura o suspense do golpe com pitadas de comédia, além da ótima reconstituição de época. Vale destacar ainda o carisma da dupla principal, interpretada com competência por Connery e Sutherland. 

2 comentários:

Gustavo H. Razera disse...

Sinceramente, acho difícil gostar dos filmes do Michael Radford, incluindo esse Flawless. Acho que o diretor não tem pulso, não consegue imprimir densidade nem ritmo a suas obras. Mas pelo menos é um bom trabalho da Demi Moore.

Hugo disse...

Gustavo - De Rafdord assisti o bom "O Carteiro e o Poeta" e a estranha versão de "1984".

Este "Um Plano Brilhante" é divertido, apesar das falhas.

Abraço