sábado, 10 de janeiro de 2015

Os Pássaros

Os Pássaros (The Birds, EUA, 1963) – Nota 8
Direção – Alfred Hitchcock
Elenco – Rod Taylor, Tippi Hedren, Jessica Tandy, Suzanne Pleshette, Veronica Cartwright, Charles McGraw, Doreen Lang, Ethel Griffies.

Nesta semana o cinema perdeu o ator Rod Taylor. 

Famoso nos anos sessenta por filmes como "A Máquina do Tempo" e "Os Mercenários", Taylor tem como seu papel mais conhecido o de protagonista do clássico "Os Pássaros" de Hitchcock.

Como a carreira em baixa a partir de meados dos anos setenta, Rod Taylor foi resgatado por Quentin Tarantino para interpretar Winston Churchill em "Bastardos Inglórios", este que foi seu trabalho derradeiro no cinema.

Como homenagem ao ator, escrevo sobre "Os Pássaros".

O advogado Mitch (Rod Taylor) e a madame Melanie (Tippi Hedren) se cruzam em um pet shop em San Francisco e se desentendem por uma besteira. Mitch esquece a discussão e volta para sua casa em Bodega Bay, uma cidade litorânea da Califórnia. A intrépida Melanie sente-se atraída por Mitch e decide segui-lo até a pequena cidade. Assim que ela chega ao local, os pássaros passam agir de modo estranho, até que começam a atacar as pessoas sem motivo algum. 

Mesmo tendo sido produzido muitos anos antes de ser criado o termo, este longa pode ser considerado um filme-pipoca. A premissa é um fio de história, que até se desenvolve através das mulheres em torno do personagem de Rod Taylor. Além dos pássaros, Mitch precisar lidar com o assédio de Melanie, com o ciúme da mãe (Jessica Tandy) e da ex-namorada (Suzanne Pleshette) e a curiosa irmã mais nova (Veronica Cartwright). 

Décadas antes do surgimento do CGI, Hitchcock consegue assustar o espectador ao transformar pássaros em predadores através da criatividade. Sequências como a dos corvos enfileirados no poste e a de Tippi Hedren dentro da cabine telefônica são exemplos do talento de Hitch. 

Outro ponto curioso é que Hitch cria o suspense sem trilha sonora, os sons que assustam são os barulhos dos pássaros durante os ataques. 

Não é o melhor filme de Hitch, mas com certeza diverte, assusta e pode ser considerado seu longa mais comercial da carreira.

7 comentários:

Pedrita disse...

esse filme é genial. beijos, pedrita

Kleiton Gonçalves disse...

Tb adoro esse filme. Pena haver tanta gente que o despreze!

Gustavo H. Razera disse...

Eu não fazia ideia que o ator deste filme também está em Bastardos Inglórios!
No geral, concordo com suas anotações. É um ótimo entretenimento, sem chegar a ser uma obra-prima. Efeitos perfeitos (rimou!) para a época.

Amanda Aouad disse...

Não chega mesmo a ser uma obra-prima, mas é um ótimo filme, há sequência incríveis na obra, como a do posto de gasolina.

bjs

Hugo disse...

Pedrita - É um filme extremamente criativo.

Kleiton - Infelizmente muitos consideram uma obra menor do diretor, mas também vejo como um grande filme.

Gustavo - Rod Taylor era um astro nos anos sessenta e seu pequena papel no filme de Tarantino foi uma homenagem ao ator que estava praticamente aposentado.

Amanda - São ótimas sequências com os temíveis pássaros.

Abraço

Bússola do Terror disse...

Também gostei bastante.
E pras condições em que foi feito (com os recursos da época) o resultado foi incrível.

Hugo disse...

Léo - Este é um dos pontos principais, a criatividade demonstrada com poucos recursos.

Abraço