segunda-feira, 15 de setembro de 2014

The Rover - A Caçada

The Rover – A Caçada (The Rover, Austrália / EUA, 2014) – Nota 7,5
Direção – David Michod
Elenco – Guy Pearce, Robert Pattinson, Scoot McNairy, Tawanda Manyimo, David Field.

Deserto australiano, dez anos após o mundo sofrer um colapso econômico e social, as pessoas lutam para conseguir dinheiro e comida para sobreviver. 

Neste cenário, um sujeito (Guy Pearce) deixa seu carro na beira de uma estrada e entra em um decadente estabelecimento para beber algo. Poucos minutos depois, uma caminhonete com três homens que estão fugindo (Scoot McNairy, Tawanda Manyimo e David Field) sofre um acidente no mesmo local. Para continuar a fuga, eles roubam o carro do viajante solitário. O sujeito não se conforma, consegue fazer a caminhonete acidentada funcionar e parte na busca de seu carro. Pelo caminho, ele cruza com o irmão de um dos ladrões, o jovem Rey (Robert Pattinson) que está ferido e que aparentemente tem algum atraso mental. Os dois se juntam e seguem o rastro dos foragidos. 

Com clara referência ao clássico “Mad Max”, o diretor David Michod criou um longa pós-apocalíptico cru, violento e com um ritmo lento, que se casa perfeitamente com os personagens castigados pela vida e pelo sol australiano. 

Diferente do que o subtítulo nacional sugere, a trama está longe de ser um filme de ação, o que provavelmente decepcionou o espectador que esperava uma aventura eletrizante. As sequências de ação existem, porém a história é muito mais sobre dor e desesperança, onde cada personagem tenta se agarrar a alguma coisa para continuar sobrevivendo. 

O destaque é a sóbria interpretação de Guy Pearce, que deixa o espectador curioso sobre o porque da obsessão em recuperar o carro, situação esclarecida apenas na triste sequência final. 

Vale destacar ainda a ótima fotografia que explora as belezas naturais e rústicas do deserto australiano. 

É um filme indicado para o cinéfilo que gosta de tramas que misturam drama e violência.  

2 comentários:

Gustavo H. Razera disse...

Gostou mais do que eu. Ainda não compreendi bem o propósito do filme.

Hugo disse...

Gustavo - Eu achei um filme interessante com cara de produção B.

Abraço