domingo, 26 de janeiro de 2014

Truque de Mestre

Truque de Mestre (Now You See Me, EUA / França, 2013) – Nota 7,5
Direção – Louis Leterrier
Elenco – Jesse Eisenberg, Mark Ruffalo, Woody Harrelson, Isla Fisher, Dave Franco, Mélanie Laurent, Morgan Freeman, Michael Caine, Michael Kelly, Common, David Warshofsky, José Garcia.

Quatro ilusionistas com habilidades diferentes entre si, são recrutados por uma misteriosa pessoa que faria parte de uma espécie de “sociedade secreta dos mágicos”. O grupo é formado pelo mágico J. Daniel Atlas (Jesse Eisenberg), o mentalista picareta Merrit (Woody Harrelson), o especialista em cartas Jack (Dave Franco) e a ex-assistente de Atlas, Henley (Isla Fisher). 

Um ano após terem se juntado, o grupo agora conhecido como “Os Quatro Cavaleiros”, apresenta um grandioso show em Las Vegas financiado por um milionário (Michael Caine). Durante o show, o grupo aparentemente cria um truque utilizando um sujeito da platéia para assaltar um banco em Paris. Logo, a policia descobre que o banco realmente foi roubado e designa o detetive Dylan Rhodes (Mark Ruffalo) para investigar o caso em parceria com uma agente de Interpol, a francesa Alma Dray (Mélanie Laurent). A dupla ainda recebe ajuda de um famoso especialista em desmascarar mágicos (Morgan Freeman). 

A premissa de criar uma quadrilha de ilusionistas ladrões é interessante e criativa, sendo desenvolvida de forma competente pelo roteiro por boa parte do filme, porém a ânsia em criar sequências grandiosas de ilusões, com algumas se mostrando inverossímeis e a forçada reviravolta no final tiram pontos do longa. 

Na inevitável comparação com o ótimo “O Grande Truque” de Christopher Nolan, este longa do francês Louis Leterrier peca pelo exagero. No filme de Nolan os truques e as reviravoltas da trama eram engenhosos, mas tinham explicações simples, além de uma história bem amarrada e principalmente personagens muito melhor desenvolvidos. 

Estas falhas no filme de Leterrier não deixam que o resultado seja um grande filme, mas por outro lado o espectador pode ser divertir com as sequências de ação e principalmente pela parte técnica de alta qualidade. 

Os destaques do elenco são Mark Ruffalo como o policial que sofre com os truques do grupo e Woody Harrelson com o cínico mentalista. Morgan Freeman e Michael Caine tem papéis pequenos porém importantes e dão um pouco mais de credibilidade ao filme. 

No geral é um divertimento sem compromisso.

8 comentários:

Amanda Aouad disse...

É isso, um bom filme, mas ainda longe de O Grande Truque e até O Ilusionista. Mas, gostei do ritmo.

bjs

renatocinema disse...

Sua visão é perfeita. Assino embaixo com o que disse Amanda.

Vale citar as qualidades de O Grande Truque, porém, lembrando que outros filmes foram mais perfeitos.

abs

Marcelo keiser disse...

Woody Harrelson está divertidíssimo neste filme mesmo. Dei muita risada com sua performance.

abraço

Hugo disse...

Amanda - O ritmo é bom, especialidade do diretor.

Renato - Eu considero "O Grande Truque" um ótimo filme.

Marcelo - É um ótimo personagem, mesmo que pouco explorado.

Abraço

Gustavo disse...

Definiu precisamente, diversão sem compromisso. Distrai, diverte, mas também me irritou um pouco porque achei muito mal filmado. Prefiro o Leterrier de Hulk!

Hugo disse...

Gustavo - A trama na mão de um diretor melhor tinha tudo para render um grande filme.

Abraço

Pedrita disse...

eu adorei, mas concordo. as soluções são mirabolantes e sem os truques do cinema seriam impossíveis de serem realizadas. beijos, pedrita

Hugo disse...

Pedrita - Estou curioso para assistia a sequência.

Bjos