terça-feira, 10 de setembro de 2013

Grass - A História da Proibição

Grass – A História da Proibição (Grass, Canadá, 1999) – Nota 7
Direção – Ron Mann
Documentário Narrado por Woody Harrelson

Este documentário conta de forma didática a história da proibição da maconha nos Estados Unidos e por conseqüência no mundo. 

O primeiro registro de proibição ocorreu no início do século XX na cidade El Paso na fronteira com o México. Na época, a erva era cultivada pelos mexicanos e utilizada como cigarro para eles relaxaram após um pesado dia de trabalho na lavoura. A pressão dos americanos da cidade fez com que fosse criada uma lei para proibir e controlar a erva, o que no fundo serviria também para controlar os trabalhadores mexicanos. 

A chamada “Guerra Contra as Drogas” começou realmente nos anos trinta, quando os cantores negros de jazz começaram a utilizar a erva que chegava ao país pelo porto de New Orleans. Estes artistas levavam “a novidade” para o norte dos Estados Unidos quando faziam suas apresentações, fato que começou a desagradar a elite branca, cristã e conservadora. 

Nesta época, foi criado um Departamento Anti-Drogas comandado por um ambicioso sujeito chamado Harry J. Anslinger, que durante três décadas fez de tudo para proibir a maconha por todo o país. Ao mesmo tempo em que ele conseguiu seu objetivo, o consumo de maconha se transformou de algo recreativo em um lucrativo negócio ilegal dominado por violentos traficantes. A estratégia se mostrou totalmente errada, trazendo conseqüências até os dias atuais. 

Vale destacar no doc um depoimento do então prefeito de Nova York nos anos trinta e quarenta, Fiorello La Guardia, que em um discurso dizia claramente que a proibição junto com as leis pesadas contra o usuário era um grande erro. O homem tinha uma visão inteligente e sem preconceitos, porém que não foi levada em conta. 

O doc mostra ainda a ação dos presidentes americanos do século XX, mostrando que quase todos seguiram o caminho da repressão com o objetivo de agradar a elite, tendo como exceção o liberal Jimmy Carter, que no final da década de setenta tentou aprovar uma lei mais branda, porém foi abortado pelos inimigos políticos. 

O resultado é um interessante registro histórico para entender o porquê da criminalização da maconha. 

4 comentários:

renatocinema disse...

Um documentário no minimo......curioso.

Hugo disse...

Renato - Com certeza.

Abraço

Kleiton Gonçalves disse...

E logo contra um baseadozinho que não faz mal a ninguém.

Parece interessante!

Ah, já pensou em retirar o verificador de palavras do blog?

Abç

Hugo disse...

Kleiton - Fiz isso há algum tempo e começaram a postar aquelas malditas propagandas automáticas.

Vou analisar e quem sabe testar novamente.

Abraço