quarta-feira, 5 de junho de 2013

Trocando as Bolas

Trocando as Bolas (Trading Places, EUA, 1983) – Nota 8
Direção – John Landis
Elenco – Dan Aykroyd, Eddie Murphy, Jamie Lee Curtis, Ralph Bellamy, Don Ameche, Denholm Elliott, James Belushi.

Dois velhos irmãos milionários (Don Ameche e Ralph Bellamy) discutem sobre qual seria o fator mais importante para o sucesso profissional. Para um deles seria a genética e para o outro o meio social em que o sujeito vive. O impasse leva a dupla a fazer uma aposta. Eles decidem fazer uma troca no comando de sua empresa de investimentos, a  “Duke & Duke”. Demitem o executivo mais promissor da empresa, Louis Winthorpe III (Dan Aykroyd), um jovem de classe alta considerado extremamente capacitado e no seu lugar colocam Billy Ray Valentine (Eddie Murphy), um vagabundo que vive de pequenos golpes na rua. A troca maluca a princípio transforma a vida de Louis num inferno, enquanto o malandro Billy Ray aproveita das mordomias de um executivo. 

Esta é uma da melhores comédias dos anos oitenta, com um roteiro inteligente e divertido, que na base da piada faz uma crítica ao capitalismo e aos preconceitos da elite. Os envolvidos no longa estavam na melhor fase da carreira. O diretor John Landis vinha de duas comédias de grande sucesso, “O Clube dos Cafajestes” e “Os Irmãos Cara de Pau” que tinha também Dan Aykroyd como protagonista ao lado do falecido John Belushi. A outra ponta tinha apenas Eddie Murphy em seu segundo filme. Murphy havia chamado atenção um ano antes no divertido “48 Horas”, dando início a uma série de ótimas comédias durante os anos oitenta. Vale destacar ainda Jamie Lee Curtis e o impagável Denholm Elliott como o mordomo. 

Como curiosidade, Murphy e Aykroyd surgiram nos anos setenta no programa “Saturday Night Live” (no ar até hoje) junto com um grupo que tinha nomes como Chevy Chase, John Belushi, Steve Martin, Gilda Radner, Bill Murray e Billy Crystal. Uma verdadeira seleção de comediantes que se tornaram astros de cinema.

3 comentários:

Amanda Aouad disse...

Curioso mesmo. Ainda não conferi esse.

bjs

Scan Torrente disse...

obrigado pela lembrança desse filme, um clássico da sessão da tarde!

Hugo disse...

Amanda - Assista, é muito superior as comédias que Eddie Murphy protagonizou nos últimos anos.

Scan - Sem dúvida, é um clássico dos anos oitenta.

Abraço