sábado, 8 de junho de 2013

Na Velha Chicago

Na Velha Chicago (In Old Chicago, EUA, 1937) – Nota 7
Direção – Henry King
Elenco – Tyrone Power, Alice Faye, Don Ameche, Alice Brady, Andy Devine, Brian Donlevy, Tom Brown, Sidney Blackmer.

Em meados do século XIX, a família O’Leary sai de uma pequena cidade do meio-oeste americano para tentar a vida em Chicago, porém durante a viagem o patriarca sofre um acidente e morre. A mãe (Alice Brady) segue com os três filhos para a cidade grande e chegando lá ganha a vida lavando roupas. O filho mais jovem Bob (Tom Brown) é o menos ambicioso, enquanto os outros dois irmãos tem grandes objetivos: Dion (Tyrone Power) se apaixona pela jovem cantora Belle (Alice Faye) e juntos almejam abrir uma casa de espetáculos, enquanto Jack (Don Ameche) se torna advogado e no futuro pretende se candidatar a prefeito. Todos estes planos mudam quando um incêndio destrói grande parte da cidade de Chicago. 

O lendário produtor Darryl F. Zanuck gastou um milhão e oitocentos mil dólares (uma fortuna na época) para filmar este longa baseado na história real do incêndio que consumiu Chicago em 1871, utilizando ainda como base a versão mais  pitoresca do acontecimento. Esta versão diz que o incêndio começou no estábulo da família de origem irlandesa O’Leary, onde uma vaca teria derrubado uma lamparina que caiu sobre o feno e em seguida o clima seca e o ventos fortes espalharam rapidamente o fogo pela cidade. O filme tem um bom roteiro que mostra as alegrias e os dramas da família O’Leary, porém o auge é sem dúvida a sequência do incêndio. 

Como curiosidade, o ator Don Ameche teve boa carreira durante os anos trinta e quarenta, porém a partir daí seus trabalhos se resumiram a participações em filmes e seriados de tv. Apenas em 1983, já com quase 75 anos, Ameche teve nova chance no cinema, primeiro na ótima comédia “Trocando as Bolas” e na sequência em “Cocoon”, que trazia um elenco quase todo de veteranos. Este filme ressuscitou a carreira de vários atores e atrizes, como Hume Cronyn, Jessica Tandy e Maureen Stapleton, além do próprio Ameche que continuou trabalhando até sua morte em 1993.

5 comentários:

Kamila disse...

Nunca tinha ouvido falar desse filme. Gostei das curiosidades que você destacou ao final de seu texto sobre o longa.

Amanda Aouad disse...

Curioso mesmo. Gosto daqui porque você sempre traz algumas pérolas esquecidas.

bjs

Hugo disse...

Kamila - A carreira de Dom Ameche daria um bom filme.

Amanda - Eu gosto de garimpar filmes, não interessa se são novos ou antigas, se algo na trama, elenco ou direção chama minha atenção eu procuro assistir.

Bjos

Jefferson C. Vendrame disse...

Grande Hugo...
Como quero comprar esse dvd...
Assisti esse filme no final dos anos 90, nas madrugadas da band, por muito tempo o tive em vhs, gravado da tv...
Gosto muito de Tyrone Power, acho que ele foi um dos grandes atores da Hollywood dos anos 30 e 40, uma pena ter morrido tão cedo...

Abraços

Hugo disse...

Jefferson - Tyrone Power é pouco lembrado atualmente, mas foi um dos grandes de Hollywood e fez bons trabalhos.

Abraço