quarta-feira, 12 de junho de 2013

Dezessete Anos em Seis Segundos


Do apito do árbitro, passando pelos nove passos de Evair em direção a marca do pênalti, até a bola tocar no fundo da rede, foram seis segundos que valeram por dezessete anos de sofrimento e fizeram o torcedor palmeirense soltar o grito de campeão entalado na garganta.

Eu estava lá naquela tarde inesquecível. O recibo do ingresso é uma simples lembrança perto de emoção de ter vivenciado tudo aquilo ao vivo, sentimento que ficará marcado pelo resto da minha vida.

Hoje é dia de comemorar os vinte anos da grande conquista!

2 comentários:

Dan disse...

Oi Hugo,

Parabéns por tempos tão gloriosos.

Abraços

Hugo disse...

Dan,

Bons tempos, bem diferente dos complicados dias atuais.

Abraço