quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Os Infratores

Os Infratores (Lawless, EUA, 2012) – Nota 7,5
Direção – John Hillcoat
Elenco – Shia LaBeouf, Tom Hardy, Jason Clark, Gary Oldman, Guy Pearce, Jessica Chastain, Mia Wasikowska, Dane DeHaan.

Em 1931, na comunidade rural de Franklyn na Virginia, os irmãos Bondurant vivem da fabricação de bebida ilegal e carregam a lenda de serem imortais. O mais velho é o calado Forrest (Tom Hardy), um veterano da 1º Guerra Mundial que foi o único sobrevivente de seu batalhão. O irmão do meio é o esquentado Howard (Jason Clark), que sobreviveu à Gripe Espanhola e o caçula é Jack (Shia LaBeouf), que é o protegido dos irmãos. Quando um promotor corrupto envia o agente Charlie Rakes (Guy Pearce) para cobrar um taxa de todos os fabricantes de bebida, os irmãos Bondurant se negam a pagar a extorsão, fato que dá início a uma violenta disputa ente eles. 

Baseado numa curiosa história real que ficou famosa em virtude da lenda sobre a imortalidade dos irmãos, o longa do diretor australiano John Hillcoat (“A Estrada”) foca principalmente na violência, com cenas fortes de espancamentos, brigas, tiroteiros e mortes. O diretor segue o estilo dos filmes de gângster, com um resultado que lembra os trabalhos de Howard Hawks, lógico que sem o mesmo talento do mestre e com uma violência mais explícita. 

Um ponto interessante é que o roteiro foi escrito pelo roqueiro australiano Nick Cave, parceiro do diretor em outros dois filmes. O elenco é irregular, com Shia LaBeouf dando conta do recado e o veterano Gary Oldman bem num pequeno papel, enquanto Tom Hardy parece preso a um personagem duro demais e Guy Pearce criando um vilão afetado e exagerado. Estes pequenos detalhe não diminuem a qualidade deste bom filme.

6 comentários:

Amanda Aouad disse...

Não achei tão bom assim, hehehe. Achei morno, ainda que bem realizado. Acho que esperava mais.

bjs

Alan Raspante disse...

Achei o filme bacana, mas também esquecível, sabe? Não sei explicar...

Marcelo keiser disse...

Julgo ser uma boa retratação de uma época bem complicada. Não se torna um filme de gângster à altura de ícones do gênero, mas também não ofende ninguém.

abraço Hugo

Nani disse...

Quando eu vi o trailler fiquei muito empolgada para ver, mas esqueci logo. Vi algumas boas críticas sobre o filme, talvez eu assista um dia desses.

Gilberto Carlos disse...

Shia Labeouf virou queridinho dos filmes de ação depois de Transformers, mas sabe que ainda não consegui gostar dele.

Hugo disse...

Amanda - Como citei, pode ser que as atuações irregulares tenham atrapalhado.

Alan - Eu gostei, não esperava muita coisa.

Marcelo - Está longa dos clássicos, citei Howard Hawks que provavelmente foi umas inspirações para a violência do filme.

Nani - São tantos filmes que acabamos esquecendo daqueles que deixamos passar na época do lançamento.

Gilberto - Neste filme ele está bem, principalmente porque seu papel não é de um cara durão, que por sinal ele apanha muito aqui.

Abraço