sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A Sétima Vítima & Fui Comunista Para o FBI


A Sétima Vítima (The Seventh Victim, EUA, 1943) – Nota 6
Direção – Mark Robson
Elenco – Kim Hunter, Tom Conway, Jean Brooks, Erford Gage, Hugh Beaumont.

A jovem Mary Gibson (Kim Hunter, a dra, Zira de “O Planeta dos Macacos” de 1968) estuda num colégio interno, porém quando sua irmã Jacqueline (Jean Brooks) deixa de pagar as mensalidades e não envia notícias, ela resolve partir para Nova York para saber o que aconteceu. Chegando lá, Mary descobre que a irmã abandonou o salão de beleza que era dona e sumiu. Na busca, Mary encontrará Gregory Ward (Hugh Beaumont) que diz ser namorado de sua irmã e que também está a sua procura. O único que parece saber o paradeiro da mulher é o psiquiatra Louis Judd (Tom Conway) que alega estar protegendo sua paciente. 

O suspense que o roteiro promete se perde nos vários personagens que cruzam na tela, numa trama confusa e envelhecida para os dias atuais. A história tenta assustar ao mostrar um grupo de pessoas influentes que pertencem a um grupo satanista, mas a abordagem não convence. Uma pena que a boa premissa tenha sido desperdiçada.  

Fui Comunista Para o FBI (I Was a Comunist for the FBI, EUA, 1951) – Nota 7
Direção – Gordon Douglas
Elenco – Frank Lovejoy, Dorothy Hart, Philip Carey, Richard Webb, Paul Picerni.

Matt Cvetic (Frank Lovejoy) recebe a oferta do FBI para se infiltrar no partido comunista e atuar como espião para o governo americano. O maior problema é que Matt tem de esconder o seu verdadeiro objetivo até mesmo da família, o que causa revolta principalmente em seu irmão Joe (Paul Picerni). 

Este longa é baseado na história real de Matt Cvetic, que nos quarenta se passou por membro do partido comunista por nove anos e durante este período se envolveu em situações críticas, até mesmo no assassinato de outro agente do FBI. 

Apesar de ser um bom filme, a produção claramente tinha o objetivo de servir de propaganda do governo americano contra o comunismo, com o adendo de que o Macarthismo (perseguição aos que eram considerados antiamericanos) começou no mesmo ano.

Nenhum comentário: