sexta-feira, 29 de junho de 2012

Madrugada Muito Louca 1, 2 & 3


Madrugada Muito Louca (Harold & Kumar Go To White Castle, EUA, 2004) – Nota 7,5
Direção – Danny Leiner
Elenco – John Cho, Kal Penn, Paula Garces, Neil Patrick Harris, David Krumholtz, Eddie Kaye Thomas, Ryan Reynolds, Christopher Meloni, Fred Willard, Ethan Embry, Anthony Anderson.

Harold (John Cho) é um corretor de investimentos que odeia o emprego e Kumar é filho de um famoso médico indiano que deseja vê-lo seguir a mesma carreira. A dupla vive num pequeno apartamento onde fumam maconha diariamente. Depois de fumarem alguns baseados, a dupla vê na tv a propaganda de uma lanchonete (o White Castle do título) que diz ter uma hamburger sensacional. Por estarem chapados, resolvem sair pela cidade para comer o lanche, sem antes se meter em diversas e absurdas confusões.

Este filme que segue a linha do cinema besteirol, tem a seu favor brincar com o absurdo e ter uma ótima química entre John Cho e Kal Penn. Além disso, a graça estão nas figuras que cruzam o caminho da dupla, interpretados por rostos conhecidos como Ryan Reynolds e Anthony Anderson, além de principalmente o ex-astro infantil Neil Patrick Harris interpretando a si mesmo, porém se mostrando um maluco viciado em sexo e drogas. 

Madrugada Muito Louca 2 (Harold & Kumar Escape From Guantanamo Bay, EUA, 2008) – Nota 6
Direção – Jon Hurwtiz & Hayden Schlossberg
Elenco – John Cho, Kal Penn, Rob Corddry, Jack Conley, Roger Bart, Neil Patrick Harris, Danneel Harris, Eric Winter, Paula Garcés, John Reep, Missy Pyle, James Adomian, Beverly D’Angelo, Christopher Meloni, Amir Talai, David Krumholtz, Eddie Kaye Thomas, Ed Helms.

Nesta sequência, os amigos Harold (John Cho) e Kumar (Kal Penn) decidem viajar para Amsterdam na Holanda, onde Harold pretende encontrar sua namorada Maria (Paula Garcés). Durante o vôo, o maluco Kumar resolve utilizar um estranho objeto para fumar maconha no banheiro, o que causa uma terrível confusão e faz com que a dupla seja detida como terroristas. Sendo interrogados por um burocrata do governo (Rob Corddry) completamente idiota, a dupla é enviada para a prisão de Guantanamo. 

O título do longa deixa a impressão de que boa parte do filme se passaria dentro da prisão, com a dupla principal tentando escapar, porém a fuga acontece cinco minutos depois de entrarem na cela, numa sequência absurda, como todo o filme. 

A fuga que começa em Guantanamo, passa por Miami onde encontram um amigo árabe (Amir Talai) numa festa com lindas mulheres, passa pelos sul dos Estados Unidos onde cruzam com um casal de caipiras malucas, participam de uma sessão da Klu Klux Klan, finalizando no Texas numa das sequências mais divertidas, quando encontram o presidente George W. Bush. 

Esta sequência com Bush repleta de diálogos estúpidos é a melhor parte do filme, junto com a participação de Neil Patrick Harris, que assim como primeiro filme, interpreta ele mesmo. Apesar de algumas boas sequências, o roteiro exagera nas piadas escatológicas e o filme se torna irregular, diferente do original que era mais engraçado. 

Como curiosidade, os diretores desta sequência foram os roteiristas do original.

Madrugada Muito Louca 3 – O Natal Maluco de Harold e Kumar (A Very Harold & Kumar 3D Christmas, EUA, 2011) – Nota 7
Direção – Todd Strauss Schulson
Elenco – John Cho, Kal Penn, Paula Garces, Danneel Harris, Danny Trejo, Amir Blumenfeld, Thomas Lennon, Neil Patrick Harris, Elias Koteas, David Krumholtz, Eddie Kaye Thomas, Richard Riehle.

Harold (John Cho) está casado com Maria (Paula Garces) morando numa bela casa no suburbio. Enquanto isso, Kumar (Kal Penn) continua no pequeno apartamento vivendo totalmente largado após ser abandonado por Vanessa (Danneel Harris). Na véspera do Natal, Kumar recebe uma encomenda destinada a Harold e resolve visitar o amigo para entregar. 

Um acidente faz com que a árvore de natal na casa de Harold seja destruída e caso ele não consiga outra, terá de enfrentar seu sogro (Danny Trejo), sujeito fanático pelo natal. É o início de uma nova jornada da dupla, agora atrás de uma árvore de natal. Novamente eles cruzarão com pessoas estranhas, como um mafioso ucraniano (Elias Koteas), os amigos judeus (David Krumholtz e Eddie Kaye Thomas), o ator maluco Neil Patrick Harris e até Papai Noel. 

Diferente do filme anterior que exagerava nas piadas escatológicas, este longa foca mais nas confusões pela noite da cidade, lembrando o original e fazendo rir em sequências absurdas, lógico que politicamente incorretas até a medula. 

Mesmo longe de serem grandes filmes, são comédias melhores que os similares atuais do gênero, principalmente pelos personagens carismáticos.

3 comentários:

Celo Silva disse...

Desses, só assisti o primeiro e me diverti bastante. Dizem que o terceiro é bem legal tb.

Gonga disse...

Nem conhecia nenhum. Talvez um dia veja.

Hugo disse...

Celo - O primeiro é o melhor. O segundo é o mais fraco.

Gonga - Vale para quem gosta de comédia politicamente incorreta.

Abraço