sábado, 16 de junho de 2012

13 - O Jogador

13 – O Jogador (13, EUA, 2010) – Nota 7
Direção – Géla Babluani
Elenco – Sam Riley, Jason Statham, Mickey Rourke, Michael Shannon, Ray Winstone, Ben Gazzara, Ronald Guttman, John Bedford Lloyd, Alexander Skarsgard, Curtis Jackson (50 Cent), David Zayas, Chuck Zito, Gaby Hoffman, Alice Barret Mitchell.

A família de Vince Ferro (Sam Riley) passa por uma crise financeira em virtude de um acidente acontecido com seu pai, que está no hospital precisando passar uma cirurgia. A mãe e a irmã junto com Vince, decidem hipotecar a casa para pagar as despesas do hospital. 

Neste meio tempo, Vince trabalha como eletricista na casa de um sujeito que recebe uma misteriosa carta. O homem comenta que a carta é um convite para algo perigoso que pagará uma fortuna. Precisando de dinheiro, Vince vê a chance aparecer quando o sujeito morre de overdose e ele toma seu lugar, mesmo sem saber qual o objetivo do convite. Seguindo as instruções da carta, ele chega ao local do evento e descobre que se trata de um mortal torneio de roleta russa, onde milionários apostam altas fortunas. 

Existem filmes em que o roteiro é tão absurdo que se tornam interessantes, é o caso deste diferente longa dirigido pelo desconhecido georgiano Géla Babluani. A estranha trama é compensada pela tensão crescente, principalmente nas sinistras cenas da roleta russa em grupo, acentuadas por uma trilha sonora marcante e praticamente intermitente. 

O elenco é outro ponto positivo, não por grandes interpretações, mas pela presença de coadjuvantes de peso, com destaque para Ray Winstone como um desajustado competidor, Michael Shannon como o cruel mestre de cerimônias e o veteraníssimo Ben Gazzara em um dos seus últimos papéis, por sinal mostrando que já estava debilitado na época, além de Jason Statham e Mickey Rourke. 

O ponto negativo é o final que utiliza uma coincidência forçada para colocar a ideia de que a sorte não dura para sempre. 

No geral é um filme curioso com uma trama doentia.  

8 comentários:

Gonga disse...

Tb vi o filme e concordo ctg, esta bem sem ser um filmao

Celo Silva disse...

Ainda não vi, mas os nomes envolvidos me agradam. Gosto de filmes com essas tématicas.

Amanda Aouad disse...

Já tinha curiosidade em relação a esse filme, mas sempre fiquei com um pé atrás, acho que darei uma chance...

bjs

Hugo disse...

Gonga - É um filme diferente.

Celo - O desenrolar do filme é tenso.

Amanda - Se você gosta do gênero, pode arriscar.

Abraço

Gilberto Carlos disse...

Gosto muito dos filmes de Jason Stathan e achei esse interessante.

Hugo disse...

Gilberto - Apesar de Jason Statham ter um papel importante, o personagem principal é o jovem Sam Riley.

Abraço

Victor Ramos (Jerome) disse...

Assisti esse no início do mês e me surpreendi muito - esperava beeeem pouco do filme.

O centro de tudo é bom e apresenta ótimos momentos de reflexões regados a tensão. Mas é só. E estou até agora me perguntando o porquê de terem colocado personagens tão inúteis como o de 50 Cent e o de Mickey Rourke.

No mais, um bom filme. Mesmo.

Injeção Cinéfila

Hugo disse...

Victor - Também esperava pouco, mas gostei da surpresa. Concordo que os personagens de 50 Cent e Mickey Rourke não agregam nada a trama.

Abraço