quinta-feira, 17 de maio de 2012

Ritual dos Sádicos - O Despertar da Besta

Ritual dos Sádicos – O Despertar da Besta (Brasil, 1970) – Nota 5,5
Direção – José Mojica Marins
Elenco – José Mojica Marins, Ozualdo Candeias, Maurice Capovila, Sérgio Hingst, Carlos Reichenbach, Mário Lima, Ítala Nandi.

Um psicanalista (o cineasta Maurice Capovila) discute com um grupo de intelectuais (vividos por outros cineastas como Ozualdo Candeias e Carlos Reichenbach)  a influência das drogas nas atitudes das pessoas, o que incitaria a perversão, ao sadismo, a violência e outras falhas de caráter no usuário. 

Para esta análise, o psicanalista injetou LSD em seis voluntários e usou a imagem de Zé do Caixão como estimulante para descobrir a influência da sugestão no comportamento dos voluntários. 

Boa parte do filme mostra cenas aleatórias de comportamento fora do normal, apresentando diversos tipos de perversão, porém o melhor do filme é a discussão entre os intelectuais e a parte final quando as cobaias humanas interagem com o personagem Zé do Caixão. 

Não é o melhor de Mojica, por sinal considero inferior a seus outros trabalhos, mas vale como curiosidade para quem é fã do diretor.

6 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Um filme com cenas bem fortes e densas, mas eu acabo gostando da maioria dos filmes do Zé do Caixão.

Celo Silva disse...

Sou fã dos primeiros filmes do Zé do Caixão. Esse não vi, mas dizem q na década de 70 ele fez muitos filmes ruins.

Hugo disse...

Gilberto - Também gosta dos filmes de Zé do Caixão, porém este é fraco.

Celo - As melhores obras de Zé do Caixão são as dos anos sessenta. Após este filme ele faria ainda o interessante "Finis Hominis" e "Exorcismo Negro". A partir daí pela falta de patrocínio, Marins parte o cinema pornô até o final dos anos oitenta.

Abraço

renatocinema disse...

Não era fã do Zé do Caixão até ler sua biografia.

Ele fez cinema de forma tão trágica que se torna cômica.

Virei fã. Gosto muito dos clássicos: O Estranho Mundo de Zé do Caixão, A Meia Noite Levarei tua Alma e Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver.

Bússola do Terror disse...

Bom, não sou muuuuuito fã dele. Mas reconheço a indiscutível importância dele pro Cinema de Terror no Brasil. Aliás, ele é o único grande diretor do gênero no Brasil.

Hugo disse...

Renato - Também a li a biografia de Mojica, que por sinal tem potencial para render um ótimo filme.

Bússola - Ele é o único diretor de terror do país e tem interessantes filmes, principalmente os dos anos sessenta e o mais recente "A Encarnação do Demônio".

Abraço