quinta-feira, 26 de abril de 2012

O Reencontro, Entre Amigos & Para o Resto de Nossas Vidas


Nesta postagem comento sobre três filmes em que o tema principal é a amizade. As três histórias mostram um grupo de amigos que se reencontra após algum tempo e despertam sentimentos dos mais variados entre eles. A curiosidade é que cada longa tem uma locação distinta, com personagens de nível social e cultural diferentes entre si. Um dos filmes tem como grupo de amigos ex-colegas de uma Universidade Americana com foco no típico americano de classe média, o segundo longa se passa no bairro de classe trabalhadora do Queens e o terceiro reúne amigos que estudaram na aristocrata Universidade de Cambridge na Inglaterra.

O Reencontro (The Big Chill, EUA, 1983) – Nota 7
Direção – Lawrence Kasdan
Elenco – Tom Berenger, Glenn Close, Jeff Goldblum, William Hurt, Kevin Kline, Mary Beth Hurt, Meg Tilly, Jobeth Williams, Don Galloway.

Dez anos após se formarem na Universidade de Michigan, sete amigos se reencontram numa cidade da Carolina do Norte para o funeral de um colega que se suicidou. O que eles não entendem é porque o amigo se matou, já que ele era o mais inteligente da turma e tinha potencial para um futuro brilhante. O grupo de amigos é formado por um casal (Glenn Close e Kevin Kline), um ator de seriados (Tom Berenger), um impotente (William Hurt), o eterno adolescente (Jeff Goldblum), duas outras amigas (Jobeth Williams e Mary Kay Place) e ainda uma jovem (Meg Tilly) que era namorada do falecido. 

O filme que começa com um misto de sorrisos pelo reencontro e lamentação pela perda do amigo, aos poucos desencava situações mal resolvidas, mentiras e frustrações da vida de cada personagem, que fazem uma espécie de comparação do que esperavam da vida e como ela realmente aconteceu. O ritmo lento pode não agradar a todos, mas os ótimos diálogos e o elenco afiado valem a sessão. 

Como curiosidade, o suicida foi interpretado por Kevin Costner, porém seu papel foi totalmente cortado na montagem final. Como uma espécie de compensação, o diretor Lawrence Kasdan deu a Costner um importante papel no seu filme seguinte, o ótimo faroeste “Silverado”. 

Entre Amigos (Queens Logic, EUA, 1991) – Nota 7,5
Direção – Steve Rash
Elenco – Kevin Bacon, Joe Mantegna, Linda Fiorentino, John Malkovich, Ken Olin, Tony Spiridakis, Chloe Webb, Jamie Lee Curtis, Tom Waits, Jenny Wright, Terry Kinney, Ed Marinaro.

Num final de semana um grupo de amigos se reenconta no bairro de Queens para o casamento de Ray (Ken Olin) e Patricia (Chloe Webb). Faltando poucas horas para o evento, os noivos ainda tem dúvida se estão fazendo a coisa, porém cada um discute separadamente a situação com os amigos. No grupo de amigos temos um casal em crise (Joe Mantegna e Linda Fiorentino), um homossexual (John Malkovich), um ator em busca de trabalho (Tony Spiridakis) e um músico que finge estar feliz com a carreira (Kevin Bacon). 

Durante o final de semana os amigos passam a limpo sua vida, lembrando das coisas boas do passado, do difícil presente e do que esperar do futuro, sempre tendo a frente a amizade. Os pontos fortes do longa são o bom roteiro com diálogos divertidos e inteligentes, além dos personagens próximos da realidade, bem interpretados pelo bom elenco, com destaque para John Malkovich. 

Para o Resto de Nossas Vidas (Peter’s Friends, Inglaterra, 1992) – Nota 7,5
Direção – Kenneth Branagh
Elenco – Stephen Fry, Alphonsia Emmanuel, Kenneth Branagh, Hugh Laurie, Emma Thompson, Imelda Staunton, Rita Rudner, Richard Briers, Phyllida Law.

Após dez anos de terem se formado em Cambridge, um grupo de amigos se reencontra na mansão de Peter (Stephen Fry), que herdou o local dos pais. Além de Peter que é solteiro, são convidados Andrew (Kenneth Branagh) que mudou para Los Angeles, se tornou roteirista e está casado com uma atriz (Rita Rudner), as solteiras Maggie (Emma Thompson) e Sarah (Alphonsia Emmanuel), além do casal Roger (Hugh Laurie) e Mary (Imelda Staunton) que tiveram filhos gêmeos e perderam um deles que faleceu. O reencontro será recheado de lembranças, alegrias e frustrações, culminando com uma trágica e inesperada notícia. 

Este simpático longa mistura comédia com drama de forma sóbria, com um bom roteiro da atriz Rita Runder em parceria com Martin Bergman. Os personagens são bem desenvolvidos, interpretados por um ótimo elenco britânico que dispensa comentários. Como curiosidade, na época Kenneth Branagh e Emma Thompson eram casados.

4 comentários:

Celo Silva disse...

Desses, assisti apenas o Para o Resto. Gosto muito dele. Dizem q esse do Kasdan tb é bem legal. Qq dia vejo. Abs.

Maxwell Soares disse...

Olá, Hugo. Confesso que não conheço nenhum destes citados por você. Mas, só em saber que John Malkovich encontra em um dos tais, já tomei nota. Valeu pela dica.

Gilberto Carlos disse...

O que gosto nesses filmes de REENCONTROS é que o elenco é composto sempre por atores famosos, até nos pequenos papéis.

Hugo disse...

Celo - Sim, apesar de ser um pouco melancólico.

Maxwell - Este filme com Malkovich é o mais leve da lista.

Gilberto - Um bom elenco é ponto primordial para este tipo de filme.

Abraço a todos