segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Operação França II

Operação França II (French Connection II, EUA, 1975) – Nota 7,5
Direção – John Frankenheimer
Elenco – Gene Hackman, Fernando Rey, Bernard Fresson, Phillippe Leotard, Ed Lauter, Jean Pierre Castaldi.

Após deixar o traficante francês Alain Charnier (Fernando Rey) escapar no final do clássico “Operação França”, o detetive Popeye Doyle (Gene Hackman) segue para Marselha na França para tentar capturar o sujeito. Logo, o choque cultural é inevitátel entre o estilo do policial americano que faz suas regras e o correto chefe de polícia francês Barthelemy (Bernard Fresson). 

Diferente do original que era sensacional como filme de ação, esta continuação é mais voltada para o drama, inclusive com uma sequência em que o personagem de Hackman é seqüestrado é obrigado pelos bandidos a usar heroína, porém não falta uma boa perseguição a pé pelas ruas de Marselha. 

O longa foi um dos que começaram a moda das continuações e provavelmente este foi um dos motivos de ter sido massacrado pela crítica, que ao invés de analisar como um novo filme, acabou comparando com o original. 

Mesmo inferior ao original, o filme é competente e mostra o talento e profissionalismo do falecido John Frankenheimer, que fez uma bela carreira, mesmo que alguns de seus filmes tenham recebido críticas ruins, como este caso. 

O personagem Popeye Doyle voltaria as telas em um telefilme de 1986 sendo interpretado por Ed O’Neill.

6 comentários:

Jack, The Ripper disse...

Eu gostei bastante do filme (bastante mesmo, pelo que eu me lembre), mas talvez se deva ao fato de eu não ter assistido o original que pelo jeito é excelente.

Rodrigo Mendes disse...

Prefiro o original do Friedkin. Alguns filmes não precisam de continuações. Ponto.
Abs.

O Projeccionista disse...

O original é muito bom, é um dos meus policiais preferidos. Esta sequela deixou-me bastante desiludido e apesar de gostar de alguns filmes do Frankenheimer, este é um daqueles que bem poderia ter ficado na gaveta.

Abraço

Hugo disse...

Jack - Não tem como comparar com o original, porém analisando sozinho é um bom filme.

Rodrigo - O original é sensacional.

Projeccionista - É impossível comparar, são dos filmes distintos.

Abraço a todos

O Narrador Subjectivo disse...

Nunca vi o segundo, mas o primeiro é um clássico, exactamente o tipo de filme urbano que eu gosto. Abraço!

Hugo disse...

Narrador - O primeiro é sensacional.

Abraço