domingo, 1 de janeiro de 2012

Dia 18 - Melhor Animação

Uma Cilada Para Roger Rabbit (Who Framed Roger Rabbit, EUA, 1988) – Nota 8,5
Direção – Robert Zemeckis
Elenco – Bob Hoskins, Christopher Lloyd, Joanna Cassidy, Stubby Kaye, Alan Tilvern e vozes de Kathleen Turner e Charles Fleischer.

As animações atuais estão cada vez mais perfeitas na parte técnica, sendo sinônimo de sucesso de bilheteria, porém nos anos oitenta era uma gênero quase todo voltado para a tv. Eram poucos os longas de animação produzidos na época, exemplos como “Bernardo e Bianca” e “Fievel” eram exceções. 

A situação mudou quando o diretor Robert Zemeckis, responsável por sucessos como a aventura “Tudo por uma Esmeralda” e principalmente “De Volta Para o Futuro”, teve idéia de criar um longa misturando atores reais com animação, o que resultou neste ótimo “Uma Cilada Para Roger Rabbit”. É minha animação favorita, mesmo que longe do apuro técnico atual, o filme tem um ótimo roteiro que mistura o estilo Noir com as animações malucas da tv. 

A história se passa em 1947 em Hollywood, quando pessoas reais e cartoons convivem normalmente. O protagonista é o detetive Eddie Valiant (Bob Hoskins), que é contratado por um chefe de estúdio (Alan Tilvern) para vigiar a sensual Jessica Rabbit (voz de Kathleen Turner), casada com o astro Roger Rabbit (voz de Charles Fleischer), um coelho que está enlouquecido acreditando que sua esposa está lhe traindo. Durante a investigação ocorre um assassinato, fazendo com que Eddie e Roger Rabbit se tornem suspeitos e sejam perseguidos pelo maléfico Juiz Doom (Christopher Lloyd ) e suas doninhas. 

A perfeita interação entre personagens reais e cartoons é fantástica, inclusive nas divertidas sequências de ação. Como plus, ainda temos a participação de personagens clássicos como Pato Donald, Pernalonga, Patolino, Piu-Piu, Hortelino, Mickey, Minnie, Bebê Herman e vários outros em sequências que são uma homenagem a quem cresceu assistindo desenhos com estas figuras fantásticas.

5 comentários:

Natalia Xavier disse...

Acredita que NUNCA vi esse filme inteiro com começo ao fim? Sempre que passava na TV eu pegava um trecho e foi assim sempre, rs.

Abs!

Andreia Mandim disse...

Esse filme marcou-me. A primeira interacção do mundo de animação com o real.É sempre bom ler algo sobre isto.

cumprimentos,
cinemaschallenge.blogspot.com

Hugo disse...

Natalia - Se tiver chance, assista inteiro, é uma ótima diversão.

Andreia - O filme é um marco nesta interação e fez um grande sucesso na época.

Abraço

Amanda Aouad disse...

Ótimo, deu vontade de rever.

bjs

Hugo disse...

Amanda - É o tipo que vale mais do uma sessão.

Bjos