sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Controle da Informação

Hoje mudarei o foco do blog e deixarei de escrever sobre um agradável tema como cinema, para comentar as consequências das polêmicas Lei SOPA e PIPA (chamadas de anti-pirataria na internet e de direitos autorais) que serão votadas agora dia 24 no congresso americano.

Para forçar a barra e assustar os responsáveis por sites que o governo americano rotulou de "piratas", ontem o FBI fechou o site Megaupload e decretou a prisão de seus acionistas. Não tenho como entrar no mérito sobre as questões financeiras e fiscais do site, porém está atitude é apenas a ponta de um iceberg que se chama "controle da informação".

Nunca no mundo a informação teve tanto valor como nos dias atuais e também nunca ela foi tão divulgada em quantidade e rapidez como agora. Um fato importante ocorre na Rússia e na mesma hora o mundo inteiro recebe a informação pela internet, o que se torna praticamente impossível ser manipulada. Lógico que os grandes veículos e os governos levam sua versão ao grande público, mas um número cada vez maior de pessoas acessam sites, blogs e mídias sociais para analisar outras versões do mesmo fato e entender o que realmente houve.

A votação destas leis estão sendo veiculadas como uma luta contra a pirataria, mas na realidade atingirão em cheio sites de compartilhamento (sejam arquivos, vídeos, fotos, informações) e gigantes como Google, Facebook, You Tube e Wikipedia, que disponibilizam acesso gratuito a milhões de internautas que fazem pesquisas, trocam informações e até mesmo propaganda de seus trabalhos. Com as leis aprovadas, estes gigantes para manter a quantidade de acessos terão de oferecer conteúdo (músicas, vídeos, filmes, fotos) legalizado, sendo obrigados a pagar valores altos de direitos autorais e por consequência repassar os custos aos usuários, que terão de pagar para ter acesso.

O controle de informação se torna o controle econômico. Quem tem a informação cobrará um valor, o que afastará um número imenso de pessoas de ter acesso. Você pode pensar, as pessoas deixarão de baixar vídeos, filmes e fotos, mas as notícias continuaram lá. A questão é a grande maioria das pessoas acessa a internet por diversão, principalmente os jovens. Se eles não tiverem acesso ao que gostam, com certeza o interesse nas notícias diminuirá.

As leis não impedirão a pirataria de rua, que por sinal ganhará força. A maioria destes jovens que não terão acesso ao que desejam na net, voltarão a adquirir filmes, vídeos e shows na rua, como faziam há dez anos quando baixar um filme era quase impossível em virtude da baixa velocidade da internet.

Finalizando, esta situação é um processo de elitização (pretendo escrever sobre o tema em outro post), pois quanto menor a quantidade de pessoas com acesso as informações, maior é a facilidade dos governos, políticos e corporações manipularem o povo. Este controle da internet já existe em muitos países da África e da Ásia, além de outros espalhados pelo mundo como Cuba e Albânia.

7 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Realmente uma vergonha. É a censura de volta. Estou pensando o que farei agora, já que a maioria dos filmes que via eram do megaupload já que não tenho tv por assinatura, em minha cidade não tem locadora e nem barracas de camelôs. Snif, snif!

Marcos Rosa disse...

Ainda estou confiante que esta lei não passará, pelo menos na versão original. Obama perderia muitos votos. De qualquer forma o cerco se fechará contra estes sites que arquivam vídeos.

Filmes Antigos Club disse...

Hugo

Concordo com a opinião acima. Possível que não seja aprovado este projeto ridículo, mas não podemos deixar de recear como as coisas ficariam se fossem dar aval.

A internet tem prestado, por bem ou por mal, informações que dificilmente tínhamos acesso alguns anos. Devemos entender os motivos para querer embarcar esta lei, mas não é assim que se resolverá esta questão sobre a pirataria, privando de muitos que não tem acesso a Tv paga, um pouco de entretenimento que resta.

Abraços

Paulo Néry

Hugo disse...

Gilberto - Você e uma imensa quantidade de pessoas passarão por esta situação caso as leis sejam aprovadas.

Marcos - Temos de esperar e torcer para o melhor acontecer.

Paulo - Perfeito, os verdadeiros motivos nem sempre são mostrados neste tipo de situação, com o objetivo de enganar a opinião público.

Abraço a todos

Tiago Britto disse...

Não tem como lutar contra ela....é como inseto...vc mata um e surgem 10!

Amanda Aouad disse...

É uma luta complexa mesmo, entendo todos os problema legais, direitos autorias e tal, mas a censura total não é mesmo o melhor caminho. Como você falou, a internet conseguiu democratizar o conteúdo em geral, e isso está mesmo ameaçado com essas leis. Vamos torcer.

bjs

Hugo disse...

Tiago - Isso com certeza, lógico que aparecerão novos sites. Será uma luta contínua.

Amanda - O grande problema é restringir diversos tipos de conteúdo. Se as leis forem aprovadas, poderá ser o primeiro grande passo para censura.

Abraço