sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Nunca Fui Santa

Nunca Fui Santa (Bus Stope, EUA, 1956) – Nota 7
Direção – Joshua Logan
Elenco – Marilyn Monroe, Don Murray, Arthur O’Connell, Betty Field, Hope Lange, Eileen Heckart.

O cowboy Bo (Don Murray) é um sujeito simplório que se apaixona pela cantora de bar Cherie (Marilyn Monroe) e mesmo sem saber nada sobre a vida da jovem, decide pedi-la em casamento. Assustado com o pedido do rapaz, Cherie diz não, porém o insistente caipira não aceita a negativa de forma alguma. 

Preocupada com a situação e ao mesmo tempo acreditando que iria enganar o ingênuo rapaz em virtude do seu passado, Cherie foge em um ônibus para Los Angeles, porém uma nevasca a deixa presa com outros passageiros em uma parada de ônibus, onde o maluco Bo a encontrará novamente.

Esta simpática comédia é considerada por muitos críticos o filme que mostrou que Marilyn Monroe sabia atuar. Seu papel da decadente cantora de bar, com um passado pouco digno, caiu como uma luva para Marilyn. 

O ponto que pode desagradar é a atuação de Don Murray como o cowboy ingênuo ao extremp, que mesmo assim ainda concorrreu ao Oscar de Ator Coadjuvante. É uma comédia com alguns pontos divertidos que vale uma sessão da tarde.    

2 comentários:

alan raspante disse...

No sentido atuação, realmente é um dos melhores de Marilyn Monroe. Ela realmente está muito bem aqui. O filme simpático, só tiraria aquela cena final completamente arrastada...

Abs.

Hugo disse...

Alan - Realmente o final é um pouco arrastado.

Abraço