quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Deja Vu

Deja Vu (Déjà Vu, EUA, Inglaterra, 2006) – Nota 7
Direção – Tony Scott
Elenco – Denzel Washington, Paula Patton, Val Kilmer, Jim Caviezel, Adam Goldberg, Elden Henson, Erika Alexander, Bruce Greenwood, Matt Craven, Elle Fanning, Brian Howe.

O agente Doug Carlin (Denzel Washington) é chamado para investigar uma explosão numa balsa que causou diversas mortes. Como foi um atentado terrorista, o caso também é investigado pelo FBI, através do agente Paul Prizwarra (Val Kilmer). 

No mesmo local do atentado, a polícia descobre o corpo de Claire Kuchever (Paula Patton) que parece ter sido morta antes da explosão, o que intriga Doug. Quando o agente Prizwarra apresenta a Doug uma nova máquina que pode mapear o passado através de uma espécie de consciência da pessoa que morreu, este fica obcecado em descobrir o que houve com a bela Claire. É o início de uma investigação que levará o agente Doug a vivenciar o passado da garota, por quem ele se sentirá cada vez mais atraído, mesmo sabendo que está morta. 

O roteiro no mínimo absurdo, utiliza como ponto principal o tema da viagem no tempo e a questão de tentar modificar o passado, podendo ser divertido caso o espectador não leve a sério a premissa. 

Este longa foi a terceira parceria (de cinco filmes até agora) entre o diretor Tony Scott e o astro Denzel Washington, tendo a curiosidade de ter sido o primeiro trabalho filmado em New Orleans após o furacão Katrina. O filme tem ainda boas sequências de ação e o resultado pode ser chamado de “um bom filme ruim”

5 comentários:

Maxx disse...

Gostei desse filme. Abç.

Celo Silva disse...

Não assisti esse filme, mas divide opiniões mesmo, já li alguns exaltando como sensacional e outros como porcaria. Vc ficou em um meio termo, ainda quero assistir esse. Abração!

Marcelo Keiser disse...

Como todos os filmes do Tony Scott ele foi bem feito dentro de sua proposta, um pouco pretensiosa demais eu acho. No entanto sua parceria com Denzel Washinton - sempre impressionante onde atua - foi mais feliz em filmes como por exemplo: O Seqüestro do Metro 1 2 3 ou Chamas da Vingança.
Abrassu!

Luís disse...

Concordo com você quanto ao filme. Não se trata de uma obra fabulosa, mas ele traz consigo momentos interessantes que o fazem valer a pena. Gosto de como a história é conduzida, gosto do trabalho de Washington aí.

Hugo disse...

Maxx - É um bom divertimento.

Celo - Como escrevi, apesar dos absurdos, o filme é competente na sua proposta.

Marcelo - Concordo que "Chamas da Vingança" é melhor e ainda não assistir o "Sequestro do Metrô" para ter uma opinião.

Luís - Denzel é um ator carismático perfeito para este tipo de filme.

Abraço