segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Anaconda & Serpentes a Bordo


Anaconda (Anaconda, EUA / Brasil / Peru, 1997) – Nota 7
Direção – Luis Llosa
Elenco – Jennifer Lopez, Ice Cube, Jon Voight, Eric Stoltz, Jonathan Hyde, Owen Wilson, Kari Wuhrer, Vincent Castellanos, Danny Trejo.

Uma equipe viaja para Amazônia com o objetivo de filmar um documentário sobre uma tribo. Eles contratam Paul Sarone (Jon Voight) como guia, porém não sabem que o sujeito na verdade deseja capturar a temível cobra sucuri (Anaconda do título), levando o grupo para uma caçada mortal. 

Filmado na Amazônia (parte no Brasil e parte no Peru), o filme utiliza todos os clichês do gênero terror vindo da natureza, com direito a piadinhas infames e cenas violentas. O ponto principal sem dúvida é o elenco recheado de rostos conhecidos, com Jennifer Lopez como a gostosona sem medo, o carrancudo Ice Cube, Eric Stoltz como o intelectual e o vilão totalmente canastrão interpretado por Jon Voight. 

Não sendo  levado a sério, o filme é uma boa sessão para os fãs do gênero.

Serpentes a Bordo (Snakes on a Plane, EUA, 2006) – Nota 5,5
Direção – David R. Ellis
Elenco – Samuel L. Jackson, Julianna Margulies, Nathan Phillips, Rachel Blanchard, Flex Alexander, Lin Shaye, Sunny Mabrey, Lin Shaye, Keith Dallas.

O agente do FBI Neville Flynn (Samuel L. Jackson) é encarregado de escoltar Sean Jones (Nathan Phillips de “Wolf Creek”) durante um vôo do Havaí para Los Angeles. Sean foi testemunha de uma execução e acabou sendo obrigado a confirmar em juízo. A situação fica ainda pior, pois o mandante do assassinato consegue colocar uma caixa repleta de cobras venenosas dentro do avião. 

Este longa de terror trash se transformou em cult antes mesmo de ser filmado. A história vazou na internet junto com o nome de Samuel L.Jackson para ser o protagonista e rapidamente cresceu a expectativa dos fãs do gênero. 

O resultado é quase uma sátira aos filmes de terror, com o irregular diretor David R. Ellis abusando da violência ao mostrar os ataques da cobras, mesmo que utilizando efeitos especiais que lembram produções B. Ele fez filmes melhores como “Premonição 2’ e “Celular – Um Grito de Socorro”, porém a produção citada aqui está mais próxima do péssimo “Premonição 4”. 

Como curiosidade, fica claro que Samuel L. Jackson se divertiu tanto nas filmagens como na promoção do filme, o que ajudou muito no relativo sucesso do trabalho, mesmo que o resultado não sendo grande coisa.  

8 comentários:

Edson Cacimiro disse...

Sobre 'Anaconda" realmente não se deve levar a sério, só assim se diverte, quanto ao outro filme ainda não consegui ver, mas me da uma certa agonia...vou pensar...

Anderson Landers disse...

Eu gostei de "Anaconda" , é o único filme que elas são realistas, pelo menos os que eu vi, Agora enquanto a outros filmes, da pra notar que as cobras são efeitos especiais muito ruins. Quanto a "Serpentes a bordo" é um bom filme para se distrair, os efeitos são bem convincentes.

Luís disse...

Anaconda é um clássico da porcariada! Adoro a cobra cuspindo Jon Voight! Acho que é um filme que entretém se não nos ativermos à sua má qualidade! Adoro o exagero da cobra imensa, adoro a onipresença dela... e adoro J-Lo correndo pra lá e pra cá toda molhada, melhor do que isso só em "A Cela".
rs

Ana disse...

Anconda ainda é um filme que me entrete toda vez que revejo.
Em geral, eu gosto de filmes do gênero pra passar o tempo e eu lembro que assisti todas as sequências tbm. xD

"Serpentes a bordo" não vi. Mas vai pra lista.

Bjs ;)

Hugo disse...

Edson - As cenas de ataques das cobras são fortes.

Anderson - Não gostei de "Serpentes a Bordo", achei exagerado e com cara de filme trash, no pior sentido do estilo.

Luís - Jennifer Lopez é sempre um atrativo e a cena cobra "devolvendo" Jon Voight chega a ser engraçada.

Ana - Eu via apenas "Anaconda II", que por sinal é uma bomba.

Abraço a todos

Rodrigo Mendes disse...

Não sei qual é o pior! Rs.
Mas pelo menos "Anaconda" ainda propõe algum divertimento final de domingo na sessão "Temperatura Máxima"! A Frase final de Samuel L. Jackson em "Serpentes" já é antológica! HA!

Abs.

Renê Rocha Lopes disse...

Eu curti ambos os filmes, acho que eles chegam a dar mais pavor mesmo em quem tem fobia de cobras, ai sim realmente se torna um filme de terror, caso o contrário ambos são filmes divertidos para assistir com os amigos e dar alguns pequenos pulos.

Hugo disse...

Rodrigo e Renê - São diversões descartáveis, nada mais que isso.

Abraço