sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Nos Tempos da Brilhantina

Nos Tempos da Brilhantina (Grease, EUA, 1978) – Nota 7,5
Direção – Randal Kleiser
Elenco – John Travolta, Olivia Newton John, Stockard Channing, Jeff Conaway, Eve Arden, Frankie Avalon, Joan Blondell, Sid Caesar, Lorenzo Lamas.

Em um colégio na Califórnia dos anos cinqüenta, um grupo de jovens vive dias de namoro, pequenos dramas e brigas ao som do Rock’n Roll que estava nascendo. O roteiro foca principalmente no namoro complicado de Sandy (Olivia Newton John) e Danny (John Travolta), que se amam mas agem como adolescentes teimosos. 

O filme é baseado numa peça musical de sucesso e pegou carona também no sucesso de Travolta que vinha de “Os Embalos de Sábado a Noite” e da cantora australiana Olivia Newton John que era uma divas do momento. 

O diretor Randal Kleiser (que faria em seguida o clássico teen “A Lagoa Azul”) acerta nos deliciosos números musicais, ajudado pelo talento natural do casal principal e ainda pela participação de dois interessantes personagens coadjuvantes. A malvada Betty interpretada por Stockard Channing e o rebelde Kencikle feito pelo recentemente falecido Jeff Conaway. 

O resultado é uma história ingênua de amor que foi produzida no momento certo, com um elenco perfeito.  

5 comentários:

Ana disse...

Eu ainda não tive a oportunidade de assistir o filme, mas conheço a trilha sonora. É um filme tão elogiado, que está na minha lista há tempão. Assim que der, alugo pra conferir. :D

Rodrigo Mendes disse...

Não acho um grande filme, mas gosto das músicas! Rs!

Abs.

Amanda Aouad disse...

Pois é, foi produzido no momento certo, hehe, o filme em si não é grandes coisas, mas os números músicais são clássicos. Não canso de revê-los.

bjs

Hugo disse...

Ana - É uma ótima diversão.

Rodrigo - As músicas são ótimas.

Amanda - A história é básica, o que vale são os números musicais.

Abraço

Fernando Fonseca disse...

O filme se tornou um ícone do período por conta basicamente, das músicas, das coreografias e do casal de protagonistas. O mundo se rendeu ao charme, carisma e rebolado de Sandy e Danny. Um filme divertidíssimo!