segunda-feira, 12 de setembro de 2011

The Walking Dead

The Walking Dead (The Walking Dead, EUA, 2010)
Criador - Frank Darabont
Elenco - Andrew Lincoln, Jon Bernthal, Sarah Wayne Callies, Laurie Holden, Jeffrey DeMunn, Steven Yuen, Chandler Riggs, Norman Reedus, IronE Singleton, Michael Rooker, Lennie James.

O diretor Frank Darabont, responsável por ótimos filmes como "À Espera de um Milagre", "Um Sonho de Liberdade" e "O Nevoeiro", se juntou a produtora Gale Anne Hurd, ex-esposa de James Cameron e parceira do diretor em trabalhos como "Exterminador do Futuro I e II" e "Aliens - O Resgate" para criar este seriado que dá novo fôlego as tramas sobre zumbis e apocalipse.

A história começa com uma cena cruel e enigmática, que não se casa com os acontecimentos dos seis episódios da primeira temporada, deixando a impressão de ser algo que acontecerá futuramente. Após este prólogo, somos apresentados a uma dupla de policiais de uma cidade do interior americano, sendo eles Rick Grimes (Andrew Lincoln) e Shane Walsh (Jon Bernthal), que durante uma perseguição precisam enfrentar um sujeito totalmente descontrolado que acerta um tiro em Rick.

Em seguida a história mostra Rick acordando em um hospital completamente sozinho (sequência semelhante ao início do ótimo "Extermínio" de Danny Boyle). Ele sai do quarto sem saber o que está acontecendo e vê que todos no hospital estão mortos. É o início da jornada de Rick que terá de enfrentar zumbis sedentos para sobreviver e tentar encontrar sua esposa Lori (Sarah Wayne Callies) e o filho Carl (Chandler Riggs).

O enredo mistura perfeitamente filmes como o citado "Extermínio" com as obras de George A. Romero, criando cenas sanguinárias como é obrigatório no gênero, mas principalmente uma tensão constante, tanto entre os personagens que são obrigados a ficar juntos para sobreviver, como pelo medo dos ataques dos zumbis, que podem acontecer a qualquer momento.

A estratégia de lançar apenas seis episódios, além de provavelmente existir a questão da análise de aceitação do público, com certeza criou uma expectativa enorme pela segunda temporada. A história bem amarrada deixou várias perguntas em aberto, como a cena inicial que citei, um cochicho entre um personagem que aparece no sexto episódio vivido por Noah Emmerich e o ator principal, além de dois personagens que o público fica sem saber o destino. O primeiro é vivido por Lennie James, que junto com filho pré-adolescente promete encontrar o personagem de Andrew Lincoln e o segundo é um psicopata vivido pelo sempre vilão Michael Rooker.

A escolha do elenco foi outro acerto, deixando de lado nomes famosos, os personagens são interpretados por atores que até aqui eram apenas coadjuvantes e pelo sucesso que a série deverá conseguir, eles tem tudo para se consagrar. Do elenco fixo o rosto mais conhecido é do veterano Jeffrey DeMunn.

Agora os fãs ficam à espera da segunda temporada que começará em outubro e terá treze episódios, tendo agora mais tempo para explorar melhor a história e os personagens.

7 comentários:

Fabiane Bastos disse...

Adoro a série, não vejo a hora de assistir a 2ª temporada.

Adorei seu blog, extremamente informaitvo! :)

O Projeccionista disse...

Apesar de não ser grande fã do género também gostei bastante desta série quando passou na TV. Talvez por causa da presença do Frank Darabont, que é um realizador que admiro bastante. Faço minhas as palavras da Fabiane: nunca mais chega a segunda temporada!!!

Cumprimentos

disse...

Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

Rodrigo Mendes disse...

Outubro já esta chegando...aguardo ansioso a segunda temporada!
Eu gosto do cenário e gênero. Ótima série.

Abraço.

Gabriel Neves disse...

Essa série é um enigma pra mim. Eu gostei muito da ideia, mas a prática não funcionou muito bem pra o que eu esperava. Não achei que os episódios prendessem, mas eu baixava ep atrás de ep. Com certeza espero pela segunda temporada, e que ela seja bem melhor que a primeira.
Abraços!

Hugo disse...

Fabiane - Obrigado pelo visita.

O Projeccionista - Darabont é um diretor que ainda não tem a fama que merece. Seus trabalhos são ótimos.

Lê - Valeu pela visita, em seguida visitarei seu blog.

Rodrigo - Sou grande fã do gênero e tb espero a segunda temporada.

Gabriel - Eu gostei da série, que tem uma produção simples mas caprichada e uma ótima que pode render muito ainda.

Abraço a todos

Pedrita disse...

é bem bacana mesmo. bom roteiro. beijos, pedrita