domingo, 31 de julho de 2011

A Identidade Bourne


A Identidade Bourne (The Bourne Identity, EUA / Alemanha / República Tcheca, 2002) – Nota 9
Direção – Doug Liman
Elenco – Matt Damon, Franka Potente, Chris Cooper, Clive Owen, Brian Cox, Adewale Akinnuoye Agbaje, Gabriel Mann, Walton Goggins, Josh Hamilton, Julia Stiles.

Um desconhecido (Matt Damon) acorda na costa do Mar Mediterrâneo após ter sido baleado e não se lembra quem é ou quem o atacou. Com ajuda de um médico, descobre um chip implantado em seu corpo e um número de conta num banco da Suiça. O sujeito vai até o banco e descobre que a conta está no nome de Jason Bourne, que seria ele, além de dinheiro e diversos passaportes com nomes diferentes indicando que ele vive em Paris. A questão é que logo em seguida ele começa ser perseguido e por acaso cruza o caminho com Marie (Frankie Potente), que acaba praticamente sendo obrigada a ajudá-lo a descobrir seu passado. 

Este ótimo thriller baseado num livro de Robert Ludlum deu uma guinada num gênero em que a maioria dos filmes abusava dos efeitos especiais. Aqui o diretor Liman filma a maioria das cenas de ação com o próprio astro Matt Damon dando ênfase as lutas e perseguições que lembram os longas dos anos setenta, onde o roteiro era tão importante quanto as sequências de ação. 

O resultado foi um grande sucesso que gerou duas continuações tão boas quanto o original, transformou Matt Damon em astro de verdade e até mesmo influenciou uma mudança no estilo dos filmes de James Bond, que por sinal são semelhantes a série Bourne também nas locações por vários países.

7 comentários:

M. disse...

Ah eu posso que ele é um filme bem organizado em: roteiro, fotografia, montagem e tudo o mais. Assisti os demais filmes também e Matt Damon ganhou mais respeito por este papel.

Marcos Rosa disse...

Tens razão é mesmo um bom filme, assim como suas sequências.

___
http://depoisdocinema.blogspot.com

Rafael W. disse...

Grande filme de ação, bem montado, e superior a muitos outros da série Bond.

http://cinelupinha.blogspot.com/

Celo Silva disse...

um dos melhores filmes de ação do seculo 21, repensou a maneira de se fazer filmes ação, assim com duro de matar fez na decada de 80.

Jack, The Ripper disse...

Como faz tempo que não comento aqui, ein. Faz décadas que não vejo este filme, então vou providenciar e revê-lo (talvez até escreva sobre o mesmo em meu blog).

Kuki Bertolini disse...

Eu adoro a trilogia,uma das melhores de todos os tempos,Hugo! Grande parte da minha admiração por Matt Damon veio desses filmes!! Grande abraço,Hugo!! =D

Hugo disse...

M e Marcos - É uma ótima trilogia.

Rafael - É superior a vários da série Bond, mas mesmo assim sou fã dos filmes de 007.

Celo - Foi um marco no gênero.

Jack - É um filme que vale a pena ser assistido mais de uma vez.

Kuki - Foi o grande pulo na carreira de Matt Damon.

Abraços