sábado, 11 de junho de 2011

Boardwalk Empire

Boardwalk Empire (Boardwalk Empire, EUA, 2010)
Elenco - Steve Buscemi, Michael Pitt, Kelly McDonald, Michael Shannon, Shea Whigham, Aleksa Paladino, Dabney Coleman, Gretchen Mol, Michael Stuhlbarg, Stephen Graham, Vincent Piazza, Paz de la Huerta, Michael Kenneth Williams, Anthony Laciura.
Criador - Terence Winter
Produtor - Martin Scorsese

Esta série produzido por Martin Scorsese para HBO é mais um grande acerto do canal de TV a cabo que já criou uma verdadeira grife na produção de séries, como "Oz - A Vida é uma Prisão", "À Sete Palmos", "A Escuta" e a "A Família Soprano", que também tinha participação de Terence Winter, criador de "Boardwalk Empire".

A história desta série começa em 1919 no dia em que a Lei Seca entra em vigor no EUA e em Atlantic City o tesoureiro da cidade Enoch "Nucky" Thompson (Steve Buscemi) comemora em uma festa num grande hotel  não o que seria o início da moralidade, mas sim a oportunidade de enriquecer ainda mais com a venda ilegal de bebidas. Além de tesoureiro, Nucky é chefão da cidade, comandando um esquema de prostituição, cobrança de propinas dos comerciantes e uso do cargo para ter mais poder do que o prefeito, além de ter seu irmão Eli (Shea Whigham) como chefe de polícia.

Diversos personagens vivem ao redor de Nucky, como o jovem Jimmy Darmody (Michael Pitt), protegido de Nucky desde criança, ele volta após lutar na Primeira Guerra Mundial querendo um lugar de destaque no grupo e como Nucky pede para que tenha paciência, Jimmy acaba se envolvendo com num crime com participação de Al Capone (Stephen Graham), que detona uma crise com o gângster Arnold Rothstein (Michael Suthlbarg) chefão em Nova York.

Outra personagem que cruza com Nucky é a imigrante irlandesa Margaret Schroeder (Kelly McDonald), jovem que participa de um grupo de mulheres que lutam pelo direito de voto, fica curiosa com as palavras de Nucky em um evento do grupo e vai a ele pedir ajuda, o que desagrada ao seu marido, um sujeito frustrado e  violento.

O contra ponto da história é o agente do governo Nelson Van Alden (Michael Shannon), um sujeito ambicioso que deseja a todo custo prender Nucky Thompson e seu bando. A curiosidade é que Nelson é um sujeito extremamente religioso, que trata com frieza sua esposa e tenta reprimir seus desejos através da autoflagelação.

Este quatro personagens são os pilares da trama que mistura ficção com história real para recriar um período da história americana em que o poder dos gângsters influenciava políticos e policiais, além de muitos serem tratados como figuras importantes na sociedade, como é o caso do personagem Nucky Thompson.

Por sinal, os produtores dizem ter ser inspirado num personagem real para criar Nucky, que interage como personagens que existiram como o gângster Arnold Rothstein que este envolvido no escândalo do beisebol na Wolrd Series em 1919, os mafiosos de Chicago Big Jim Colosimo e Johnny Torrio, além de Al Capone aqui mostrado ainda como um jovem ambicioso que era capanga dos chefões e até a participação Warren Harding, que se elegeria presidente e morreria durante mandanto, sendo lembrado como o pior presidente da história americana em virtude da corrupção que o rodeava.

O elenco é outros dos pontos fortes, com o ótimo Steve Buscemi finalmente tendo um merecido papel de protagonista numa produção de destaque, a simpática escocesa Kelly McDonald como a jovem simples mas muito inteligente e o sinistro Michael Shannon como o policial obcecado.

Destaque também para o roteiro que cita diversos acontecimentos da época para dar veracidade a história, além do realismo nas cenas de assassinatos com muito sangue, cenas de sexo com nudez total dos personagens, que em sua maioria fumam e falam palavrões aos montes.

Finalizando, a caprichada produção é uma marca habitual da HBO, que recria com qualidade a cidade de Atlantic City na época, principalmente o 'calçadão" (boardwalk) do título original, onde fica o principal hotel da cidade.

3 comentários:

Luís Azevedo disse...

Outra das coisas que adorei na série e que não referiste foi a evolução de Jimmy Darmody! A personagem de Michael Pitt transfigurou-se completamente foi excelente ver isso no ecrã! Há tantas e tão variadas personagens com tantas dimensões diferentes que é quase impossível ver a série sem nos empolgar-mos! Também adorei a personagem Chalcky White, a namorada do Nucky, a mãe do Jimmy, o Lucky Luciano, etc. Tudo personagens secundárias que muito bem podiam ser principais!
Esta foi (in)discutivelmente a melhor série do ano (e falo com conhecimento de causa porque passo DEMASIADO tempo a ver séries televisivas). Agora resta esperar ansiosamente pela segunda temporada!
PS. Parabéns Hugo, pelo bom gosto do costume!

Celo Silva disse...

Curti muito essa serie, mas achei que a quantidade de personagens que vai aparecendo prejudica um pouco o andamento da trama.

Hugo disse...

Luís - Seu comentário complementou com perfeição a postagem. Realmente são vários personagens secundários interessantes que ajudam a elevar a qualidade da série.

Celo - Várias produções HBO seguem estilo com muitos personagens importantes, lembre que "A Família Soprano" era assim e principal "The Wire - A Escuta" onde a quantidade de personagens importantes era imensa.

Abraço