quinta-feira, 26 de maio de 2011

007 Viva e Deixa Morrer


007 Viva e Deixe Morrer (Live and Let Die, Inglaterra, 1973) – Nota 7,5
Direção – Guy Hamilton
Elenco – Roger Moore, Yaphet Kotto, Jane Seymour, Clifton James, Julius Harris, David Hedison, Bernard Lee, Lois Maxwell, Desmond Llewellyn.

Num período de vinte e quatro horas, três agentes do serviço secreto inglês que vigiavam o Dr. Kananga (Yaphet Kotto), ditador de uma ilha do Caribe, são assassinados. Para tentar descobrir o que aconteceu, os ingleses enviam James Bond (Roger Moore) para os EUA onde o Dr. Kananga está para uma reunião nas Nações Unidas e por trás da fachada de político, se esconde um traficante de drogas que pretende inundar o solo americano de heroína, criando assm um monopólio. 

Este longa marca a estréia de Roger Moore como o agente 007, após Sean Connery declarar que não mais voltaria ao papel. O roteiro busca inspiração nos filmes da chamada “Black Exploitaiton”, como “Shaft” e “Cleópatra Jones”, que faziam sucesso na época com elenco quase todo de atores negros e tinham como temas principais violência e drogas. Aqui o vilão é o ator negro Yaphet Kotto e boa parte da trama se passa em New Orleans, um cidade onde a cultura negra é muito forte. 

O filme em si fica na média da aventuras de Bond, com a clássica cena de Roger Moore atravessando um pântano pisando em crocodilos, além da famosa música tema na voz de Paul McCartney.

4 comentários:

Celo Silva disse...

Roger Moore foi o 007 mais canastra que teve, mas seus filmes são deliciosos.

Jack, The Ripper disse...

Não conheço este filme, mas as películas do 007 passam seguido na televsão. São, em sua maioria, muito divertidas, mas entre elas há cada bomba cinematográfica.

Hugo disse...

Celo - Concordo, Roger Moore era canastra, mas seus filmes como Bond são divertidos.

Jack - São filmes produzidos para diversão, em sua maioria no mesmo nível. Lógico que alguns são um pouco mais fracos, mas na média é uma ótima série de filmes.

Abraço

Rodrigo Mendes disse...

O meu favorito Bond com Roger Moore. Este filme é absurdamente engraçado. Em breve na sessão trailer do meu blog.
Abs.
Rodrigo