quarta-feira, 9 de março de 2011

Monster - Desejo Assassino


Monster – Desejo Assassino (Monster, EUA / Alemanha, 2003) – Nota 7,5
Direção – Patty Jenkins
Elenco – Charlize Theron, Christina Ricci, Bruce Dern, Lee Tergesen, Annie Corley, Pruitt Taylor Vince, Marc Macaulay, Scott Wilson.

No final dos anos oitenta, a prostituta Aileen Wuornos (Charlize Theron) conhece em um bar a jovem Selby (Christina Ricci) e as duas iniciam um romance. Num programa com um sujeito, Aileen é violentada e agredida, porém ao se defender mata o agressor. Aileen resolve fugir para outra cidade com Selby, mas não conta a ela o que ocorreu, apenas cria planos para largar a vida de prostituta. O problema é que ela nunca trabalhou e tem um temperamento complicado, o que tira suas chances de uma nova vida. Sem opções, Aileen volta a se prostituir para sustentar Selby, que praticamente é uma menina, porém a cada novo encontro mata o cliente para roubar, dando início a uma série de assassinatos. 

O longa é baseado numa história real e tem como seu principal trunfo a interpretação de Charlize Theron, que ganhou diversos prêmios merecidamente, entre eles o Oscar. A transformação da bela Charlize numa prostituta decadente e masculinizada é fantástica, seu jeito de falar e suas atitudes no papel assustam. Uma cena específica em que ela aparece apenas de roupas íntimas, mostra a transformação de seu corpo (não sei se foi truque de câmera ou maquiagem), onde vemos uma barriga proeminente,  além da pele e dos cabelos extremamente mal tratados. Sua personagem quase repugnante é perfeita para a violenta e decadente história desta serial killer que morreu executada em 2002, um ano antes do lançamento do filme.

3 comentários:

Amanda Aouad disse...

Charlize Theron como nunca vimos, o filme é interessante, mas a transformação dela é que vale mesmo a projeção.

bjs

Kahlil Affonso disse...

certamente a atuação mais marcante de charlize... e o filme é incrível!

http://filme-do-dia.blogspot.com/

Hugo disse...

Amanda - É uma transformação assustadora.

Kahlil - Até o momento é o papel da vida desta bela atriz.

Abraço