quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

007 - Os Diamantes São Eternos


007 – Os Diamantes São Eternos (Diamons Are Forever, Inglaterra, 1971) – Nota 7
Direção – Guy Hamilton
Elenco – Sean Connery, Jill St. John, Charles Gray, Lana Wood, Jimmy Dean, Bruce Cabot, Bernard Lee, Lois Maxwell, Desmond Llewellyn, Norman Burton.

Após sua esposa ser assassinada no filme anterior, James Bond (Sean Connery) sai em busca de Blofeld (Charles Gray), chefe da organização criminosa Spectre, para se vingar. Bond acaba matando um sujeito acreditando ser Blofeld, porém numa investigação sobre tráfico de diamantes que começa na África do Sul, passa pela Holanda e termina nos EUA, ele terá uma grande surpresa ao saber quem está por trás do esquema criminoso. 

Após o fracasso de Geroge Lazenby em “A Serviço Secreto de Sua Majestade”, os produtores Harry Saltzman e Albert R. Broccoli abriram os bolsos e pagaram uma fortuna na época para Sean Connery voltar ao papel. 

O filme segue a risca o estilo Bond, com locações pelo mundo, boas cenas de ação e um super vilão, mas não está entre os melhores da série. 

É curioso saber que o vilão Blofeld aparece em vários filmes da série Bond e interpretado sempre por atores diferentes, entre eles Max Von Sydow, Telly Savalas e o meu favorito, Donald Pleasence. 

Depois do longa, Sean Connery afirmou que nunca voltaria ao papel, mas acabou estrelando”Nunca Mais Outra Vez” em 1983, um filme com o personagem James Bond, mas que não pertence a série oficial.

7 comentários:

Gema disse...

Também estou de acordo ctg, não é de todo um dos melhores desta série, mas ainda assim até é interessante ;)
Bjs

Amanda Aouad disse...

É, pode não ser dos melhores, mas adoro Sean Connery como 007 e esse foi o primeiro que assisti de todos, então, tem um lugar especial na minha memória.

bjs

Luana Rocha disse...

Olá, Hugo, estou fazendo divulgação da ópera Carmen 3D que a Cinemark está trazendo com exclusividade para o Brasil em março e gostaria de lhe enviar mais informações. É a primeira ópera 3D, numa montagem da Royal Opera House, de Londres, e legendada em português. Se tiver interesse, é só entrar em contato pelo email luanarocha[arroba]belemcom.com.br. Abcs!

Dr Johnny Strangelove disse...

Infelizmente é esse e Com 007 Se Vive Duas Vezes que vejo o Bond de Connery cansado e levando com a barriga o filme. Porém esse tem algumas coisas legais como a perseguição com o carro lunar, a cipa que ele leva das duas moças e o temaço de Shirley Bassey.

E sim, realmente pode até ter sido um fracasso de bilheteria o filme de Lazemby ... porém sem duvida, é um dos melhores da franquia e único talvez com um status legitimo de cult.

Abraços champs!

Hugo disse...

Gema - Gosto de toda a série, lógico que alguns filmes são mais fracos.

Amanda - Na sua memória este tem um lugar especial.

Luana - Obrigado pelo contato.

Johnny - O filme com Lazenby é bom, a questão é que o ator era muito fraco, totalmente sem carisma.

Abraço a todos

Kahlil Affonso disse...

gosto muito!

http://filme-do-dia.blogspot.com/

Hugo disse...

Kahlil - Tb gosto de toda a série.

Abraço