terça-feira, 12 de outubro de 2010

Bombas - Filmes com Dolph Lundgreen

Com sua participação em "Os Mercenários", o sueco Dolph Lundgreen voltou aos cinemas, após vários anos interpretando heróis de ação em filmes lançados direto em DVD. Com uma carreira longa que começou em meados dos anos oitenta e tendo conquistado algum fama por seu papel em "Rocky IV", Dolph protagonizou inclusive duas adaptações que prometiam algo mais, primeiro interpretando He-Man em "Mestres do Universo" e depois "O Justiceiro", porém os dois longas foram fracassos que comentarei em outras postagens. Hoje escrevo sobre quatro produções B em que ele foi o astro.

Red Scorpion (Red Scorpion, EUA, 1989) – Nota 4
Direção – Joseph Zito
Elenco – Dolph Lundgreen, M. Emmet Walsh, Al White, Carmen Argenziano, Brion James, T. P. McKenna.

Um agente soviético (Dolpg Lundgreen) é enviado para um país africano com a missão de matar um líder guerrilheiro (Al White). Ela conta apenas com a ajuda de um veterano agente americano (M. Emmet Walsh). Depois do fracasso de “Mestres do Universo”, Lundgreen resolve apostar neste filme de ação B, mas o resultado foi bem ruim. Ficaria difícil esperar algo do diretor de “Braddock” e “Invasão aos EUA’, estrelados por Chuck Norris.

O Grande Anjo Negro (Dark Angel, EUA, 1990) – Nota 6
Direção  Craig R. Baxley
Elenco – Dolph Lundgreen, Brian Benben, Betsy Brantley, Matthias Hues.

O detetive Jack Caine (Dolph Lundgreen) tem seu parceiro assassinado numa missão de combate ao tráfico, o estranho é a desconhecida arma usada pelo assassino. Como o caso é incomum, Jack terá de trabalhar com o agente do FBI Larry Smith (Brian Benben) e juntos descobrirão que o assassino na verdade é um alienígena. Este misto de policial com ficção chega até a ser interessante nas competentes cenas de ação e na curiosa arma do assassino, que parece um CD, sendo que na época um CD era algo raro, o normal eram discos de vinil e fitas VHS. Da lista que estou postando, com certeza é o melhor filme.

Força Vermelha (Cover Up, Inglaterra / Israel, 1991) – Nota 5
Direção – Manny Cotto
Elenco – Dolph Lundgreen, Louis Gossett Jr, Lisa Berkley, John Finn.

O jornalista Mike Anderson (Dolph Lundgreen) é enviado para investigar um ataque a uma base militar americana em Israel. No local ele acaba descobrindo segredos que colocam sua vida em risco. É o início para resolver a questão na base da pancadaria. No final é apenas uma filme de ação com uma história fraca. A curiosidade é o bom ator Louis Gosset Jr, Oscar de Coadjuvante pelo filme “A Força do Destino”, mas que na sequência da carreira ficou relegado a papéis pequenos, quase sempre em filmes sem expressão.

Comando Vermelho (Command Performance, EUA, 2009) – Nota 5,5
Direção – Dolph Lundgreen
Elenco – Dolph Lundgreen, Melissa Smith, Hristo Shopov, Dave Legeno, James Chalke, Zahary Baharov.

Quando o presidente da Rússia (Hristo Shopov) leva suas duas filhas pré-aolescentes para verem a estrela pop americana Venus (Melissa Smith) em um show numa arena em Moscou, seus seguranças são surpreendidos por um grupo terrorista liderado por Oleg Kazov (Dave Legeno), que pretende se vingar da morte de seu pai, um oficial que se matou na época da transição do comunismo para o capitalismo no país. Após os terroristas dominarem a situação, apenas um agente de segurança (Zahary Baharov) e  Joe (Dolph Lundgreen), o bateirista da banda que abriu o show, conseguem escapar e se tornam a única chance de sobrevivência para o presidente e os reféns. Este história absurda tem até boas cenas de ação e uma produção bem cuidada, porém o roteiro coloca frases ridículas na boca de Lundgreen, que por sinal sabe apenas lutar, sua interpretação é péssima.

7 comentários:

M. disse...

Oi Hugo!!!! É tem certos atores que só servem para um único papel. É o caso de Dolph Lundgreen!!! Ele deveria investir mais na interpretação já que não melhora nunca como ator ou investir em outra função no cinema. Um abração e bom feriado.

Filmes Antigos Club disse...

Certamente o Dolph é um ícone dos filmes de ação, mas na minha opinião longe de ser um astro de primeira grandeza. Até mais.

Pedro Henrique disse...

Hehehehe. Que massa. É um ator-fetiche, mas bastante limitado.

Dan disse...

Oi Hugo,

Dolph Lundgreen é um ator sem expressão, não posso comentar nenhum dos filmes pois não assisti.

Abraços

Rodrigo Mendes disse...

Eu gostei dos Lundgreen em Mestres do Universo como He-man e no Justiceiro. Rs! Filmes de madrugada!

Até hoje espero o "Eu voltarei" do esqueleto. Rs!

Abs.
Rodrigo

thicarvalho disse...

HUgo eu curto este estilo de filme. É despretencioso e, em algusn casos, acaba funcionando. Vale lembrar que Lundgreen já trabalhou em bons filmes, também, como os clássicos Rocky 4, qnd viveu Ivan Drago, Soldado Universal, em parceria com Jean Claude Van Dame, e Massacre no Bairro Japnês, com o inesquecível Brandon Lee. Não se trata de um grande ator, mais vai bem naquilo que se propoê a fazer. Grande abraço.

Visitem

www.cinemaniac2008.blogspot.com

Hugo disse...

M - Ele é o tipo de ator que funciona apenas em filmes de ação.

Paulo - Ele é um ator de segundo time do gênero ação e que as vezes consegue papéis em filmes maiores como "Os Mercenários".

Pedro - O negócio dele é apenas ação.

Dan - As vezes é interessante assistir a um filme de ação ruim.

Rodrigo - E o Esqueleto era o grande Frank Langella.

Thiago - Você citou filmes legais dele. Ainda pretendo escrever sobre "Massacre no Bairro Japonês".

Abraço