sábado, 21 de agosto de 2010

60 Segundos (1974 e 2000)


60 Segundos (Gone in 60 Seconds, EUA, 1974) – Nota 7
Direção – H. B. Halicki
Elenco – H. B. Halicki, Marion Busia, Jerry Daugirda, James McIntire, George Cole, Ronald Halicki.

Esta é a versão original do “60 Segundos” estrelado por Nicolas Cage em 2000. O longa foi uma realização pessoal de H. B. “Toby” Halicki, um sujeito apaixonado por carros, que começou do nada e montou uma vasta coleção de automóveis. Para alimentar sua paixão, ele escreveu, produziu, dirigiu e estrelou este longa sobre um agente de seguros, Maindrian Pace, que conhecendo tudo sobre o mercado de seguros, monta um esquema de roubo de carros com sua quadrilha. Os carros procurados são apenas os que estão segurados e após um contrato com um receptador, seu grupo precisa roubar cinquenta em três dias. 

Para tentar esconder a trama, a quadrilha batiza com um nome de mulher cada carro e especialmente um Mustang que é chamado de Eleanor, que será o astro principal de uma incrível perseguição de mais de quarenta e cinco minutos, que destrói uma quantidade enorme de carros, da polícia em sua maioria e passa por uma quantidade enorme de lugares. Esta perseguição fez com que o filme se tornasse cult. Halicki ainda faria outros dois filmes sobre carros nos anos oitenta e acabaria falecendo num acidente de automóvel, quando filmava um outro longa em 1989. 


60 Segundos (Gone in Sixty Seconds, EUA, 2000) – Nota 6
Direção – Dominic Sena
Elenco – Nicolas Cage, Angelina Jolie, Giovanni Ribisi, Delroy Lindo, Robert Duvall, Scott Caan, Chi McBride, Vinnie Jones, Christopher Eccleston, James Duval, Will Patton, Timothy Olyphant, Grace Zabriskie, Francês Fisher, Arye Gross, T. J. Cross.

Esta refilmagem do clássico B de 1974 tem como destaque o elenco recheado de gente famosa e os carros que fazem a alegria dos fanáticos por automóveis. O roteiro muda um pouco em relação ao original, aqui o ladrão de carros aposentado Memphis Raines (Nicolas Cage) precisa voltar a ativa para salvar a vida do irmão Kip (Giovanni Ribisi), que tem uma dívida com um mafioso. A missão de Memphis será roubar 50 carros de luxo em uma noite (no original eram três dias). Para isso ele recruta velhos conhecidos, entre eles a ex-namorada (Angelina Jolie), um veterano restaurador de carros (Robert Duvall) e outros amigos do gênero. 

A principal diferença em relação ao original é que aqui a trama mostra o lado pessoal, o sujeito que resolve roubar para ajudar o irmão, enquanto no original o objetivo era o lucro. Os dois filmes se equivalem em boa parte da trama, inclusive no quesito do carro mais desejado, o Mustang apelidado de “Eleanor”, mas o original ganhar na inacreditável sequência de quarenta e cinco minutos seguidos de perseguição, pelo que eu conheço de cinema é um feito único. 


10 comentários:

Amanda Aouad disse...

É, 45 minutos de perseguição não é pouca coisa. Já não sou muito fã do original e confesso que nem sabia dessa refilmagem, passou batido por mim... Mas, interessante sua comparação e notas quase parecidas.

abraços

Dan disse...

Oi Hugo, parabéns pelo Palmeiras, fez um grande jogo


Acho que o original merecia uma nota melhor, quanto à refilmegem, não gosto muito.

Abraços

Edson Cacimiro disse...

Eu babo só de ver os carros que eles roubam! Não sabia do original,mas considero o remake um filme de ação bacana.

Nekas disse...

A versão de 2000 não é má de todo.

Abraço
Cinema as my World

Hugo disse...

Amanda - Eu gostei do original, já a refilmagem considero muito barulho e pouco conteúdo.

Dan - Com certeza o original é melhor.

Edson - A refilmagem é um grande barato para quem gosta de carros.

Nekas - Considero apenas um filme razoável.

Abraço a todos

Rodrigo Mendes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Mendes disse...

O Tarantino usa num diálogo em 'Death Proof' em que a stuntwoman diz que a refilmagem com a Jolie é uma porcaria, rs!

De fato, eu prefiro o original 100%

Abs!
Rodrigo

Hugo disse...

Rodrigo - Eu assisti "À Prova de Morte" e me lembro do diálogo.

O original é o típico filme em que Tarantino se inspira para escrever seus longas.

Abraço

Jackie Brown disse...

Vi a versão de 2000.

Gostei. Belo filme de acção com bom elenco ;)

Abraço

Hugo disse...

Jackie - Eu gostei mais do original.

Abraço