domingo, 25 de julho de 2010

Amantes

Amantes (Two Lovers, EUA, 2008) – Nota 7,5
Direção – James Gray
Elenco – Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow, Vinessa Shaw, Moni Moshonov, Isabella Rossellini, Elias Koteas, Bob Ari.

Leonard Kraditor (Joaquin Phoenix) tentou o suicídio após ser deixado pela noiva e voltou a viver com os pais (Moni Moshonov e Isabella Rossellini), um casal judeu. Ele trabalha na lavanderia do pai, que está prestes a se tornar sócio de outro judeu (Bob Ari) e a filha deste, a doce Sandra (Vinessa Shaw) se interessa por Leonard e tenta se aproximar. Ao mesmo tempo Leonard sente-se atraído também pela vizinha, a complicada Michelle (Gwyneth Paltrow) que tem um affair com um homem casado (Elias Koteas). O simpático e atormentado Leonard ficará dividido entre a paixão por Michelle e o porto seguro que seria Sandra, além das lembranças do passado.

Este é o quarto filme do diretor James Gray e a terceira parceira com Phoenix. Os outros dois foram os dramas policiais “Caminho Sem Volta” e “Os Donos da Noite”, sendo que nestes longas o trio era completado por Mark Wahlberg. Aqui a dupla mantém o local da história nos arredores de Nova Iorque, com algumas passagens em Manhattan, mas muda o foco, desta vez ao invés do drama entre policiais e bandidos, a história fala sobre amor e perda, mostrando a importância da família (tema decorrente nos outros longas de Gray) e se fortalecendo na boas e simples interpretações do trio central e da veterana e ainda bela Isabella Rossellini.

9 comentários:

Alan Raspante disse...

Esse é um filme que tenho muita curiosidade em ver, leio críticas bem positivas a respeito!

LuEs disse...

Sabe, não me empolguei muito assistindo a esse filme. Reconheço qualidade nos trabalhos de Paltrow e Phoenix, mas achei o filme bem monótono. Acho que tudo nele poderia ser explorado de um modo mais intenso.

Saulo S. disse...

Não gostei muito desse filme não, a atuação do Joaquin Phoenix é ótima, alias, ele é sempre ótimo!
Mas o filme não empolga!

Nekas disse...

Não tenho muito interesse em ver, só Phoenix é que me interessa.

Abraço
Cinema as my World

Hugo disse...

Alan - É uma história lenta, triste em alguns momentos e realista. Para quem gosta de um drama com pitadas de romance sem exageros, o filme é uma boa pedida.

Luís e Saulo - Mesmo com o elenco famoso, o longa acaba não caindo nos clichês hollywoodianos e concordo que é um pouco lento, mas isso faz parte da história que está sendo contada.

Nekas - Joaquin Phoenix é mesmo um grande ator. Esperamos que ele volte logo a atuar.

Abraço a todos.

Cristiano Contreiras disse...

Muito bom este filme! Intenso e intimista.

Hugo disse...

Cristiano - Você escreveu bem, intenso e intimista.

Abraço

Marcio Melo disse...

Esse filme, ao menos para mim, é ótimo. Depois dele Joaquin Phoenix deu uma (fake) surtada hehehe

Hugo disse...

Marcio - Ao que parece o caso Joaquin Phoenix foi uma jogada de marketing para um documenário que será lançado e foi dirigido por Casey Affleck.

Abraço