domingo, 13 de junho de 2010

Operação Valquíria

Operação Valquíria (Valkyrie, EUA / Alemanha, 2008) – Nota 7,5
Direção – Bryan Singer
Elenco – Tom Cruise, Kenneth Branagh, Bill Nighy, Tom Wilkinson, Carice Van Houten, Thomas Kretschmann, Terence Stamp, Eddie Izzard, Christian Berkel, Kevin R. McNally, Kenneth Cranham, Bernard Hill, Ian McNeice.

Em 1944, um grupo de oficiais nazistas do alto escalão liderados pelo Coronel Claus von Stauffenberg (Tom Cruise), estão descontentes com os rumos da guerra e com as atitudes insanas de Hitler. Em virtude destes fatos, resolvem levar adiante um plano para assassinar o Fuhrer.

Durante uma reunião no “Covil do Lobo”, uma espécie de sede nazista na Prússia, Stauffenberg é o encarregado de plantar uma bomba e depois avisar os oficiais em Berlin sobre a morte de Hitler, o que faria com que seus aliados dessem início a “Operação Valquíria”, plano criado a princípio pelo próprio Hilter para manter a ordem no país em caso de sua morte, mas que seria usado como álibi para os rebeldes tomarem o poder e darem fim a guerra. Porém como todos sabem, Hitler sobreviveu e os amotinados foram executados.

Esta refilmagem de um longa alemão feito para a TV em 2004 apenas empata em termos de qualidade com o original, tendo a favor uma melhor produção, com maior orçamento é claro, mas perde em virtude de praticamente copiar o longa inteiro e ainda no intérprete principal. Apesar de Tom Cruise não fazer feio no papel, o Stauffenberg vivido por Sebastian Koch no original é muito mais completo e passa toda a preocupação em deixar a família e ao mesmo tempo o sentimento de não aceitar o extermínio que Hitler comandava.

6 comentários:

Amanda Aouad disse...

O que eu acho mais complicado nesse filme (além de refilmar outro com tão pouco tempo) é pegar uma história tão alemã em sua essência e colocar atores americanos interpretando e falando inglês. Esse é o fato histórico que os alemães se agarram para dizer que nem todos são monstros e dentro do próprio exército teve corajosos que tentaram acabar com aquilo. Não é um filme ruim, mas, como você falou padece de vários problemas.

Nekas disse...

Ainda ando para ver mas o facto de ter sido copiado de uma produção da Tv como tu falas e de se tratar do Nazismo mas em inglês(?) deixa-me um pouco atrás...

Abraço
Cinema as my World

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Hugo disse...

Amanda - Refilmagem é sempre complicada, principalmente quando é praticamente uma cópia do original.

Mateus - Todo filme baseado em história real tem esse "problema", o final é conhecido, por isso que o desenvolvimento tem de trazer algo diferente.

Nekas - Para os produtores de Hollywood o mundo inteiro fala inglês...rs

Abraço

Dora disse...

Gostei do filme.

Hugo disse...

Dora - Nada espetacular, mas um bom filme.

Até mais