sexta-feira, 21 de maio de 2010

Minisséries


Nos anos oitenta as minisséries estrangeiras eram exibidas na tv brasileira em horário nobre como grandes eventos e batiam recordes de audiência. Nesta postagem eu comento quatro exemplos daquela época e um outra produção bem mais recente.

Shogun (Shogun, EUA, 1980) – Nota 8,5
Direção – Jerry London
Elenco – Richard Chamberlain, Toshiro Mifune, Yoko Shimada, Frankie Sahai, John Rhys Davies, Alan Badel, Damien Thomas, Michael Hordern.

No século XVII o inglês John Blackthorne (Richard Chamberlaind) vê seu navio naufragar e acaba como único sobrevivente no Japão. Logo é acolhido pelos japoneses e percebe a grande diferença de costumes que separa o Japão dos países europeus. Os problemas começam quando ele descobre que o país está no meio de um guerra feudal entre dois clãs, sendo um deles de Toranagá (Toshiro Mifune).

Grande sucesso mundial, esta minissérie baseada num livro de James Clavell foi toda filmada no Japão com uma bela recriação de época, uma história envolvente que mistura drama, ação e até romance, além de boas cenas de batalhas. A interpretações de Chamberlaind, Mifune e John Rhys-Davies são outros pontos altos da produção.

Marco Polo – Viagens e Descobertas (Marco Polo, Itália, 1982) – Nota 7
Direção – Giuliano Montaldo
Elenco – Ken Marshall, Burt Lancaster, Denholm Elliott, David Warner, Tony Vogel, Anne Bancroft, F. Murray Abraham, Leonard Nimoy, Mario Adorf, Ricardo Cucciola, John Gielgud, Marilu Tolo, James Hong, Ian McShane, Tony Lo Bianco.

Esta produção italiana em formato de minissérie conta a vida do explorador Marco Polo (Ken Marshall), que durante o século XI viaja pelo oriente na chamada “Rota da Seda” e participa de outras aventuras se tornando até emissário do imperador Mongol Kublai Khan. No final da vida ele escreveu um livro sobre suas explorações que acabou sendo usado por futuros exploradores europeus nas suas navegações pela Ásia. Com figurinos e recriação de época bem elaborados e um elenco de primeira, a minissérie ganhou vários prêmios. A curiosidade é que o protagonista Ken Marshall faria ainda o bom filme “Krull” e depois sumiria em filmes pequenos e participações em seriados.

V – A Batalha Final (V: The Final Batlle, EUA, 1983) – Nota 7,5
Direção – Richard T. Heffron
Elenco – Marc Singer, Robert Englund, Joanna Kerns, Diane Cary, Michael Ironside.

Uma frota de naves alienígenas chega a Terra e a princípio os tripulantes se mostram amigáveis e em forma humana, porém as poucos algumas pessoas descobrem que na verdade eles são répteis e tem a intenção de dominar o planeta. A resistência dos humanos é comandada por Mike Donovan (Marc Singer), para tentar derrotar os invasores.

Esta minissérie de grande sucesso gerou ainda uma série regular que durou apenas uma temporada. A curiosidade é ver Robert Englund, o “Freddy Krueger”, antes do sucesso e mostrando a verdadeira face, apesar de que ele era um dos alienígenas disfarçados de humano.

Pássaros Feridos (The Thorn Birds, EUA, 1983) – Nota 8
Direção – Daryl Duke
Elenco – Richard Chamberlaind, Rachel Ward, Christopher Plummer, Stephanie Faracy, Barry Corbin, John de Lancie, Barbara Stanwick, Jean Simmons, Bryan Brown, Brett Cullen, Holly Palance, Piper Laurie, Earl Holliman, Dwier Brown.

Na década de vinte na Austrália, o padre Ralph de Bricassard (Richard Chamberlaind) é o responsável por uma paróquia no interior do país em virtude de ter se desentendido com um bispo (Christopher Plummer). Neste local ele faz amizade com Mary Carson (Barbara Stanwick), milionária dona de fazenda que mesmo sendo bem mais velha está atraída pelo padre, que não corresponde. Enquanto isso uma família se muda para a fazenda de Mary e a filha menor Meggie se torna protegida dela e também do padre Ralph, com quem cria uma grande laço. Anos mais tarde após estudar num colégio de freiras, Meggie (agora vivida por Rachel Ward) retorna à fazenda e desperta a paixão no padre, que fica dividido entre o amor e a igreja. Ao mesmo tempo o fato causa ciúmes em Mary, que mesmo no fim da vida ainda não aceita a rejeição do padre Ralph.

Produzida em formato de minissérie para tv com mais de oito horas de duração, esta obra fez grande sucesso utilizando temas como poder e pecado para contar a uma história de amor proibido. Como destaque temos a química entre o casal principal que solta faíscas em diversas cenas, com a boa interpretação do galã Chamberlaind e da bela e hoje sumida Rachel Ward, além dos bons coadjuvantes, como Christopher Plummer e Barbara Stanwick.

As Minas do Rei Salomão (King Solomon’s Mines, EUA, 2004) – Nota 6
Direção – Steve Boyum
Elenco – Patrick Swayze, Alison Doody, Roy Marsden, John Standing, Gavin Hood, Sidede Onyulo, Ian Roberts.

O aventureiro Allan Quatermain (Patrick Swayze) é contratado pela bela Elizabeth Maitland (Alison Doody) para descobrir o paradeiro do pai desta que sumiu quando estava numa expedição á procura das lendárias Minas do Rei Salomão. Ao mesmo tempo, um ex-parceiro de Allan, Bruce McNabb (Gavin Hood) monta outra expedição para tentar também localizar as minas e se apoderar das riquezas.

Esta minissérie é mais uma versão da história que já foi contada com mais talento e ação na década de cinqüenta com o canastrão Stewart Granger e nos anos oitenta com o galã Richard Chamberlaind. A produção peca pelo ritmo lento e os fracos coadjuvantes, melhorando um pouco apenas na parte final. Patrick Swayze dá conta do recado, mas não é o suficiente para tornar o resultado um bom espetáculo. Como curiosidade, a bela Alison Doody foi o par romântico de Harrison Ford em “Indiana Jones e a Última Cruzada”, mas depois disso pouco fez no cinema.

12 comentários:

@Raspante disse...

Dos citados eu só vi PÁSSAROS FERIDOS, rs

Tiago Britto disse...

e essa semana? Final de fringe e de lost! vc fala deles?

Josy Ellerbrock disse...

Obrigada por aceitar a parceria, tb já estou te seguindo (apesar de vc ser palmeirense!!!)

Abração. (Corinthians!!!)

Hugo disse...

Raspante - Pássaros Feridos passou várias vezes no SBT e agora é sempre reprisado no Canal TCM.

Tiago - Sobre Lost estou esperando o final para postar algo. Agora Fringe infelizmente eu não consegui acompanhar.

Josy - Não se preocupe, também faço amizade com os adversários...rs

Abraço a todos

Edson Cacimiro disse...

Pássaros Feridos é muito bonita. Romance e lágrimas garantidos.

Hugo disse...

Edson - Pássaros Feridos fez um grande sucesso quando passou na tv nos anos oitenta pela primeia vez.

Abraço

Anônimo disse...

Estou a procura da minissérie A MARCA DO ÓDIO, exibida pela globo nos anos 80, você se lembra dela.

Hugo disse...

Anônimo - Não me lembro de minissérie com este nome. O que me veio a mente foi uma minissérie de nome "Chefia" ("Chiefs" no original) que tinha Charlton Heston e Keith Carradine nos papéis principais. Era a história de um assassinato que ficou sem solução por quarenta anos numa cidadezinha pequena.

Abraço

Anônimo disse...

Acho que o tema era esse mesmo, no começo da minissérie, um xerife é assassinado pelo pai de um garoto que foge, e só reaparece anos depois, como policial que se transfere para a mesma cidade e ajuda a descobrir o assassino dos jovens. ok.

Hugo disse...

Anônimo - Se for está minissérie "Chefia" que vc procura, pesquise na net que achará onde baixar.

Anônimo disse...

Vc se lembra de uma minissérie dos anos 80 cujo tema central, era a 1a olimpiada da era moderna na Grécia, com o duelo entre americanos e ingleses, e a vitória triunfal de um pastor de ovelhas grego na maratona?

Hugo disse...

Anônimo - Acredito que esta minissérie seja "Vitória". Encontrei no IMDB informações sobre a minissérie.

http://www.imdb.com/title/tt0086713/?ref_=rvi_tt

The First Olympics: Athens 1896 (1984)

Abraço