quinta-feira, 20 de maio de 2010

Duro de Matar

Duro de Matar (Die Hard, EUA, 1988) – Nota 10
Direção – John McTiernan
Elenco – Bruce Willis, Alan Rickman, Bonnie Bedelia, Alexander Godunov, Reginald Veljohnson, Paul Gleason, William Atherton, Hart Bochner, James Shigeta.

O detetive John McClaine (Bruce Willis) viaja de Nova Iorque à Los Angeles para visitar a esposa (Bonnie Bedelia) que trabalha numa empresa japonesa. John vai direto ao edifício onde a esposa trabalha, pois no local está acontecendo uma festa. Chegando lá John aguarda pelo final da festa, enquanto isso terroristas liderados por Hans Gruber (Alan Hickman) invadem o local e tomam os convidados como refém. Como John estava em outra sala, ele consegue se esconder e dá início um violento jogo de gato e rato para derrotar o terroristas e libertar a esposa, porém ele não tem como se comunicar com a polícia pois o telefones foram cortados e ainda esta descalço, mas mesmo assim ele consegue avisar de modo criativo o policial (Reginald Veljohnson) eu faz a ronda em volta do prédio.

Este sensacional longa marcou época pelas eletrizantes cenas de ação (a explosão do elevador e o tiroteiro no teto do edifício por exemplo), por mostrar um herói que se fere, um vilão interpretado por um bom ator e a ótima direção de McTiernan, que havia filmado o ótimo “O Predador” no ano anterior e posteriormente “Duro de Matar – A Vingança”, que é inferior apenas ao original.

Uma curiosidade é que Bruce Willis não era o sujeito indicado para virar astro de filmes de ação, pois ele vinha de um papel romântico e sarcástico na série “A Gata e o Rato” e a boa comédia “Encontro as Escuras”, que protagonizou ao lado de Kim Basinger, porém “Duro de Matar” foi um sucesso e alavancou a carreira de Willis.

8 comentários:

Adriano Pereira disse...

Primeiro filme que o herói apanhava, sangrava e sofria até o final, EXCELENTE!!!

http://dropsdecinema.blogspot.com/

Rof disse...

Perfeito!

Concordo plenamente com o comentário. Bruce Willis não tinha mesmo a menor pinta de astro de films de ação (como DiCaprio) mas arrebentou com esta série e com vários outros títulos.

Jenifer Torres disse...

Duro de Matar é um clássico imperdível! Ação alucinante do começo ao fim.

Hugo disse...

Adriano - O filme foi um marco no gênero.

William - Você lembrou bem, DiCaprio tb se tornou um astro de ação contrariando as expectativas.

Jenifer - Uma aula de como se fazer um filme de ação.

Abraço a todos

Silvia Freitas disse...

Adorei o primeiro filme, foi ótimo, apesar daquele estilo hollydiano de explodir tudo, o mocinho aí de fato se ferrou bastante. Curioso o fato das torres explodindo no fundo do poster....é os EUA dando ideia para o inimigo.

Josy Ellerbrock disse...

Olá, estou procurando parcerias e gostei muito do seu blog então gostaria de te propor uma.

Se aceitar me mande um aviso por um comentário no meu blog http://xonadosporcinema.blogspot.com/

Abraço.

Pedro Henrique disse...

Filme mestre!!! Talvez o melhor de ação já feito no cinema americano.

Hugo disse...

Silvia - Não tinha pensado sobre as torres explodindo. Muitas vezes a ficção se torna realidade.

Josy - Valeu pela visita, já temos nossa parceria.

Pedro - Com certeza está entre os melhores.

Abraço a todos