sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Mestre dos Mares: O Lado Mais Distante do Mundo

Mestre dos Mares: O Lado Mais Distante do Mundo (Master and Commander: The Far Side of the World, EUA, 2003) – Nota 7,5
Direção – Peter Weir
Elenco – Russell Crowe, Paul Bettany, James D’Arcy, Edward Woodall, Chris Larkin, Max Pirkis, Billy Boyd, Robert Pugh.

Durante as “Guerras Napoleônicas” um navio britânico comandado por Jack Aubrey (Russell Crowe), tem como missão afundar o navio francês Acheron que está indo em direção ao mares do Sul, porém no caminho ele é surpreendido pelo franceses e tem o navio avariado. Mesmo com a tripulação com a moral baixa, o capitão Aubrey resolve perseguir o inimigo entrando em conflito com o médico e amigo Stephen Maturin (Paul Bettany), mas nada o impedirá de concluir a missão.

A história baseada no décimo livro das aventuras de Jack Aubrey escrito por Patrick O’Brian tem todos os elementos essenciais para o gênero, aventura, drama e boa cenas de batalha, porém o resultado final apesar de bom deixa a impressão de que faltou algo e que a história poderia render mais. Com certeza o filme foi feito com a intenção de virar uma franquia, mas por algum motivo ela não vingou.

Vale como destaque a ótima direção do talentoso e veterano Peter Weir, que fez poucos filmes no últimos anos, mas tem grandes obras na carreira como “A Testemunha”, “O Show de Truman” e “Sociedade dos Poetas Mortos”.

4 comentários:

Yuri Dias disse...

Eu gosto de "Mestre dos Mares", creio que sua nota seja a ideal mesmo e como bem destacou a direção de Weir é um dos pontos fortes do filme, que poderia ter sido bem melhor.

Dan disse...

Oi Hugo,

Gosto deste filme, mas você tem razão, faltou algo. Talvez por ser muito longo, não sei!

Abraços

Roberto F. A. Simões disse...

Não estou totalmente de acordo. Adoro este MASTER AND COMMANDER, capta perfeitamente o espírito subtil dos livros de O'Brien. Subtileza e subtileza é o que há de princípio ao fim. Nada de grandes preocupações com acção... o mais importante: o mar, o som do mar, a vida em tripulação! O melhor épico de mar que conheço.

5*

E só tenho pena que Weir não faça sequelas.

Hugo disse...

Yuri - Weir é um grande diretor, pena que anda sumido.

Dan - Alguns filmes deixam a impressão de que mesmo sendo competentes, poderiam ser melhores ainda.

Roberto - Acredito que você seja fã dos livros também. Eu assisti apenas ao filme, talvez por isso não tenha achado o longa melhor.

Abraço a todos