sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Projeto China

Projeto China (A gai wak ou Project A, Hong Kong, 1983) – Nota 6,5
Direção – Jackie Chan
Elenco – Jackie Chan, Sammo Hung, Yuen Biao.

No final do século XIX, Hong Kong ainda faz parte do império britânico, que não consegue controlar piratas e contrabandistas que agem livremente no país. Para tentar mudar a situação, um oficial da polícia local (Yuen Biao) pede ajuda a um ex-policial (Jackie Chan) e a um ladrão (Sammo Hung) para enfrentar os bandidos. Muita pancadaria e cenas acrobáticas são o recheio deste longa que reune três dos maiores atores das artes marciais de Hong Kong.

O trio principal Chan, Hung e Biao começou a carreira junto no famoso Circo da China, onde desenvolveram sua incríveis habilidades e foram levados ao cinema onde fizeram vários filmes durante os anos oitenta principalmente (“Detonando em Barcelona” por exemplo), alguns com o dublê e também diretor Corey Yuen (responsável pela lutas na série “Carga Explosiva”) e depois seguiram cada um seu caminho.

Enquanto Jackie Chan se transformou num grande astro, alternando filmes americanos com produções em seu país, onde ele produz e dirige na maioria da vezes, Sammo Hung o seguiu de perto atuando e dirigindo diversos filmes e sendo mais conhecido aqui pela série “Martial Law”, que protagonizava ao lado de Arsenio Hall. Já Yuen Biao manteve sua carreira nos filmes de ação em Hong Kong, onde atua até hoje, sendo um do atores mais conhecidos do país.

4 comentários:

Pedro Henrique disse...

Fez parte da minha infância o Jackie. Este é um filme que eu gosto, como a maioria dos filme dele.

Hugo disse...

Pedro - Este é um dos bons filme de Chan, principalmente para quem gosta de suas acrobacias.

Abraço

Dewonny disse...

Filmaço do Chan - meu ídolo das artes marciais - tenho o dvd original, já vi umas 15 vezes esse filme..rs..nota 8.5!
Abs! Diego!

Hugo disse...

Diego - Eu não sou tão fã assim, mas gosto dos filmes de Chan, principalmente os feitos em Honk Kong, onde ele tem liberdade para criar as cenas de luta.

Abraço