sábado, 19 de dezembro de 2009

Paranóia

Paranóia (Disturbia, EUA, 2007) – Nota 7
Direção – D. J. Caruso
Elenco – Shia LaBeouf, Sarah Roemer, Carrie Anne Moss, David Morse, Aaron Yoo, Jose Pablo Cantillo, Matt Craven, Viola Davis.

O jovem Kale (Shia LaBeouf) perde o pai (Matt Craven) num acidente e de carro e se culpando pelo ocorrido muda seu comportamento e acaba condenado a prisão domiciliar após agredir um professor. Preso em casa ele começa a espionar os vizinhos junto com o amigo Roonie (Aaron Yoo) e após fazer amizade com a garota Ashley (Sarah Roemer), os três passam a desconfiar que um estranho vizinho (David Morse) seja um assassino.

Este bom suspense bebe na fonte do clássico “Janela Indiscreta” de Hitchcock, que por sinal já foi copiado dezenas de vezes, mas aqui o diretor D. J. Caruso apresenta uma boa trama de suspense, que cai um pouco apenas na parte final quando parte para violência e heroísmo, ficando igual a maioria dos filmes do gênero. O diretor D. J. Caruso vem da TV onde dirigiu episódios de diversos seriados, entre eles o ótimo “The Shield”.

13 comentários:

Mescla de culturas disse...

Ainda não assisti paranóia só por não ser dos meus gêneros preferidos, mas acho que é um grande filme, sim.

Pois é, anjos e demônios tem muitas falhas, mesmo assim eu gosto das referências feitas no filme e de como essas glamourizam a ciência e a religião...

Não exijo muito dos filmes, em geral procuro compreedê-los,
abraços!

Red Dust disse...

Pareceu-me apenas um filme razoável, com uma história pouco original. Construída para 'divertir' no momento, mas não para memória futura.

Abraço.

Ricardo Martins disse...

Eu gostei demais desse filme! Shia arrasa novamente na atuação! E o filme é bem legal mesmo!

Abraço

LuEs disse...

Quando eu o vi, não o achei muito interessante. Mediano, no máximo. Gostei de alguns aspectos do filme, mas aquele final cheio de heroísmo, como você citou, me incomodou.
E achei que Carrie Anne Moss foi mal aproveitada no filme. Se bem que ela é uma atriz que nunca aparece e quando surge faz papeizinhos medíocres. Acho, no entanto, que ela tem potencial pra algo grande.
Shia, pra mim, é modinha de Hollywood. Ainda não percebi o real talento dele.

Vanessa Souza Moraes disse...

ADOREI esse filme!

Hugo disse...

Bruno - Eu também procuro não exigir muito, apesar de que alguns filmes ficam muito abaixo da média. Este até que é interessante, como escrevi ele peca um pouco apenas no final, mas é um bom divertimento.

Red - É um divertimento passageiro.

Ricardo - Ainda não tenho uma definição se Shia Labeouf é um bom ator, mas pelo menos ele não decepciona.

Luís - Como escrevi acima, ainda não sei até Shia pode chegar, acredito que ele precisa de um papel mais complexo para provar seu talento.
Concordo sobre Carrie Anne Moss, ela é uma boa atriz, mas pelo que me lembro seu último bom papel foi em "Amnésia".

Vanessa - Não cheguei a tanto, mas gosto, é uma boa diversão.

Abraço a todos

thicarvalho disse...

Bom filme que realmente se baseia no clássico Janela Indiscreta. Achei um filme bastante interessante, e gosto muito das atuações de Labeouf. É um bom ator. Grande abraço e parabéns pelo blog.

www.cinemaniac2208.blogspot.com

Wally disse...

Achei este filme muito eficiente no que propôs. Um bom entretenimento.

Nota 7.5

Hugo disse...

Thi - Ainda não tenho uma opinião formada sobre Labeouf, mas pro enquanto ele se mostra competente para papéis em filmes de ação.
Obrigado pelo elogio.

Wally - Concordo, boa diversão.

Abraço

Cristiano Contreiras disse...

Shia Labeouf é queridinho de Hollywood, não sei por que.

Dewonny disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dewonny disse...

Bonzinho enquanto dura, valeu a pena conferir. nota 6.0!
Abs! Diego!

Hugo disse...

Cristiano - Shia precisa provar que é bom ator, senão no primeiro filme dele que fracassar, a crítica cairá matando em cima.

Diego - Diversão sem compromisso.

Abraço